F1: Imagens inéditas revelam mais toques entre Ocon e Gasly em Mônaco

Imagens inéditas captadas a bordo do carro de Lance Stroll da Aston Martin, revelaram que Esteban Ocon e Pierre Gasly se envolveram em mais de um toque durante o GP de Mônaco de Fórmula 1, antes do incidente mais forte entre os dois.

Ocon abandonou a corrida após um forte impacto na saída da curva Portier à direita antes do túnel, após contato com Gasly. Mas as imagens do carro de Stroll mostram que os dois pilotos já haviam se tocado anteriormente na primeira volta.

Esse vídeo mostra Ocon tentando ultrapassar Gasly na curva Massenet, mas acaba pressionando o companheiro de equipe para perto do muro. Fragmentos de detritos chegam a atingir o carro de Stroll.

Gasly manteve a posição nas curvas seguintes, até o toque na Portier que forçou Ocon a abandonar.

Após o incidente, Ocon se desculpou publicamente, mas a Alpine prometeu ‘consequências’ para o piloto. Gasly também não escondeu sua frustração, apesar de ter pontuado pela primeira vez no ano ao terminar em P10, declarando estar ‘bastante chocado’ com a manobra ‘desnecessária’ que violou as ordens da equipe.

Gasly criticou a atitude do companheiro: “Estou decepcionado com a situação, principalmente porque tínhamos instruções claras antes da corrida. Quem se classificasse na frente deveria ser ajudado pelo outro piloto durante a prova. Infelizmente, isso não aconteceu.”

Daniel Ricciardo, da RB, que seguia os pilotos da Alpine na primeira volta, afirmou ter visto toques entre os dois em outras ocasiões antes do acidente.

“Estava bem acirrado”, disse Ricciardo. “Houve toque de roda, eu acho que três vezes antes do que aconteceu. Me lembrou de Baku em 2018, quando eu e Max (Verstappen) nos tocamos duas ou três vezes antes do acidente.”

A Alpine estuda que tipo de punição será aplicada à Ocon pelo incidente. A possibilidade de suspensão do GP do Canadá está sendo ‘seriamente considerada’, segundo o ex-piloto de F1 e atual comentarista, Martin Brundle.