FIA abandona testes de proteção contra spray de chuva em pneus da F1

A FIA encerrou os testes com os protetores de roda (um tipo de pára-lamas) para combater o spray na Fórmula 1. A ideia era reduzir a falta de visibilidade causada pela água durante as corridas em condições de chuva.

Desde o ano passado a FIA vinha avaliando a eficácia desses dispositivos, quando realizou o primeiro teste em Silverstone. O último protótipo, testado recentemente em Fiorano pela Ferrari, cobria quase todo o pneu, mas não apresentou o resultado esperado.

Mesmo com a cobertura, a água pulverizada pelo difusor continuou comprometendo a visibilidade dos pilotos. “Sempre soubemos que havia dois fatores principais que contribuíam para a nuvem de spray: a água lançada pelo difusor e a água dos pneus”, explicou Nikolas Tombazis, responsável pela área técnica de monopostos da FIA.

“Tentamos uma cobertura total das rodas, indo além do que seria prático, para ver o máximo que poderíamos alcançar. Queríamos saber se essa seria a solução definitiva”, acrescentou Tombazis.

“Respondendo a algumas perguntas, sabemos onde estamos e que esse projeto não deve continuar no momento. Precisamos encontrar outras maneiras de evitar o cancelamento de corridas devido à chuva”, finalizou o dirigente da FIA.

O F1MANIA.NET acompanha ‘in loco’ todas as atividades do GP de Mônaco com o jornalista Rodrigo França.