F1: Segundo Russell, Mercedes mudou o foco sobre soluções rápidas

George Russell acredita que a Mercedes está no caminho certo ao abandonar a busca por ‘grandes saltos de performance’, para superar as dificuldades enfrentadas sob as regras atuais da Fórmula 1.

A equipe alemã entrou na era do efeito solo, iniciada em 2022, como favorita após uma sequência inédita de oito títulos de construtores consecutivos. No entanto, a Mercedes não conseguiu repetir o sucesso e venceu apenas uma corrida desde então: o GP de São Paulo em 2022, com Russell.

Mesmo com o otimismo inicial de que teria um carro renovado e competitivo nesta temporada, a Mercedes caiu para a distante quarta colocação no campeonato.

Russell acredita que a Mercedes pagou o preço pelas mudanças drásticas feitas nos últimos três anos, tentando encontrar atalhos para acelerar o progresso.

“Acho que ficou claro há dois anos que não começamos no caminho certo”, afirmou Russell no último final de semana em Ímola. “E mudamos a direção várias vezes nas últimas duas temporadas para tentar encontrar um caminho para o desenvolvimento. Talvez tenhamos mudado demais? Talvez. Tentamos encontrar soluções que nos dessem um grande salto de performance rapidamente, e talvez isso simplesmente não seja viável, considerando que as outras equipes vêm construindo sobre uma base sólida. E eles estão fazendo um ótimo trabalho”, disse ele.

Russell reiterou que a Mercedes tentou compensar demais as deficiências do carro de 2023, mas está otimista de que agora tem uma base para perseguir as três equipes da frente.

“Temos uma direção clara”, acrescentou o britânico. “Acho que ficou óbvio que exageramos nas mudanças deste carro. Fomos longe demais em outra direção. Agora precisamos apenas recuar um pouco e encontrar o meio termo.”

“Mas como já dissemos várias vezes, se fosse fácil, todos estariam vencendo. E todos estariam encontrando muito desempenho. Corremos contra grandes equipes. Só precisamos encontrar aquele passo que nos colocará na briga com os líderes do campeonato”, finalizou o piloto britânico.