F1: Sainz nega boatos que poderia “descartar” 2025

O futuro de Carlos Sainz na Fórmula 1 segue indefinido. O espanhol vai deixar a Ferrari no próximo ano para a chegada de Lewis Hamilton, e suas opções estão cada vez mais limitadas. A Red Bull Racing renovou com Sergio Perez e os rumores de um acerto com a Mercedes também praticamente se encerraram. Durante o final de semana do GP do Canadá, Sainz foi questionado sobre a possibilidade de ‘sacrificar’ a temporada de 2025 em uma equipe menos competitiva, mas o espanhol negou que fará isso.

Sainz destacou a importância dos próximos dois anos: “Não, eu não disse isso, e nem penso assim. Para mim, 2025 é tão importante quanto 2026. Por quê? Porque 2026 é uma incógnita (com os novos regulamentos da F1). Eu posso ir para qualquer lugar, e é impossível saber qual equipe será bem-sucedida em 2026, independente da minha escolha.”

Com Red Bull e Mercedes fora de cogitação, Sainz tem poucas alternativas para 2025. A Sauber-Audi parecia ser o destino mais provável, oferecendo um contrato lucrativo ao espanhol. No entanto, assim como os rumores envolvendo a Mercedes, o interesse da atual Sauber (que se tornará Audi em 2026) parece ter esfriado, diante da demora de uma decisão do espanhol. Agora, o nome de Sainz aparece bastante ligado à Williams. O piloto conversou com James Vowles, chefe da equipe britânica, e relatos apontam que ficou impressionado com a liderança de Vowles, apesar da Williams não ser favorita ao pódio em 2025.

Sainz aposta na imprevisibilidade: “Acho que é quase impossível prever quem vencerá em 2026. Mas em 2025 pode ser ainda mais incerto. Será possível saber quem vai estar na briga pelo título? Não tenho certeza. Isso será importante na minha decisão. Não vou descartar 2025. É um ano igualmente importante”, completou o piloto espanhol.