F1: RB pontuou mais uma vez com Tsunoda

A RB conseguiu ficar na zona de pontos mais uma vez com Yuki Tsunoda terminando o GP de Mônaco de Fórmula 1 em P8. Enquanto isso, Daniel Ricciardo apresentou um ritmo um pouco melhor do que nas últimas corridas e terminou em P12.

Laurent Mekies, chefe da equipe: “Em primeiro lugar, parabéns a Charles Leclerc e à Ferrari pela vitória de Charles em casa. Ele já merece isso há muito tempo e com certeza hoje fez muita gente feliz! Durante a corrida de hoje, a tensão ficou evidente nos diversos jogos estratégicos. Os pilotos e engenheiros fizeram um excelente trabalho ao longo das 78 voltas em termos do ritmo e para gerenciar os pneus. Sabíamos que seria um final de semana complicado em Mônaco, e a equipe executou muito forte. Yuki está realmente em grande forma, mais uma vez nos colocando na frente do pelotão intermediário e depois seguindo a estratégia para trazer para casa mais alguns pontos valiosos no campeonato. Numa corrida completamente linear, sem alterações após a segunda largada, seria praticamente impossível para Daniel juntar-se ao companheiro de equipe nos pontos. Ainda temos algum trabalho a fazer para ajudá-lo a apresentar as performances que sabemos que é capaz, por isso estamos ansiosos por chegar ao Canadá, palco da sua primeira vitória em um GP de F1 há dez anos. Finalmente, um grande obrigado a todos em Faenza e Bicester. A boa série de resultados que obtivemos nas últimas corridas, é o resultado do seu trabalho árduo e nos dá vontade de nos esforçarmos ainda mais nas próximas corridas”, concluiu.

Tsunoda: “Foi uma corrida muito longa, mas tive que respeitar a estratégia que tínhamos planeado. Fiquei um pouco frustrado, mas mantive a calma e consegui controlar o ritmo. Acho que maximizamos isso. Estávamos controlando bem os pneus e o ritmo, garantindo que estávamos preparados para qualquer situação. Gostei muito das últimas voltas porque me disseram que poderia acelerar ao máximo e ao mesmo tempo garantir que não era muito ganancioso e levar o carro para casa. O importante é continuarmos a somar pontos. Como equipe, tivemos uma semana de corrida forte, então é muito positivo. Parabéns à equipe, foi muito merecido”, acrescentou.

Ricciardo: “Depois da sessão de classificação de ontem, cheguei hoje mentalmente preparado para uma corrida como essa. Neste caso, não se classificando na frente, há uma grande probabilidade de a corrida aqui estar sendo ditada pelo ritmo de outra pessoa, e foi assim que aconteceu. Você sempre pode esperar que as coisas possam mudar ou que algo possa acontecer na corrida, e acho que a primeira largada foi provavelmente uma das melhores que tive este ano. Mas depois da segunda largada, quando vi Fernando (Alonso) na minha frente fazendo tudo o que podia para manter os pneus até o fim, logo percebi que seria difícil. Tentei mantê-lo pressionado, mas obviamente ele é muito experiente, e Mônaco é uma pista que exige um grande erro para possibilitar algumas ultrapassagens. Hoje fiz duas voltas com ar limpo, onde pude forçar um pouco mais e foi definitivamente agradável, mas durante o resto da corrida tive que ter muita paciência. Certamente há alguns pontos positivos neste fim de semana, mas ao mesmo tempo, há também algumas decepções pessoais. Olhando para a próxima corrida, Montreal é uma boa pista de que gosto, por isso vamos tentar manter as coisas melhores. Charles (Leclerc) conseguiu sua primeira vitória em Mônaco hoje, no passado ele definitivamente experimentou alguns altos e baixos nessa pista, então ele mereceu e estou muito feliz por ele”, encerrou o piloto australiano.

O F1MANIA.NET acompanha ‘in loco’ todas as atividades do GP de Mônaco com o jornalista Rodrigo França.