F1: Presidente da FIA disse para Andretti comprar uma equipe, mas nenhuma está à venda

A saga da Andretti para entrar na Fórmula 1 ganhou mais um capítulo. Após demonstrar apoio inicial, o presidente da FIA, Mohammed Ben Sulayem, sugeriu que a equipe americana deveria ‘comprar outra equipe’, ao invés de tentar se tornar a 11ª do grid.

“Eu os aconselho a comprarem outra equipe, não a tentar entrar como a 11ª”, disse Ben Sulayem. “Eu acho que algumas equipes precisam ser renovadas. O que é melhor? Ter onze times para fazer número ou dez times fortes?”

O presidente da FIA defende a entrada de novas equipes, mas desde que ‘sejam as equipes certas’. No entanto, a sugestão de Ben Sulayem ignora o fato de que nenhuma equipe parece estar interessada em ser vendida no momento.

A Andretti já tentou comprar a Sauber em 2021, mas as negociações fracassaram devido a divergências sobre o controle da equipe após a aquisição. Desde então, a Andretti tentou conversar com Haas e Williams, mas ambas as equipes descartaram a possibilidade de venda. A Alpine, apesar do início de temporada irregular, não demonstra interesse em sair da categoria. E o alto valor de mercado das equipes, pode tornar uma compra inviável para a Andretti.

Zak Brown, chefe da McLaren, estima que o time pior colocado no grid valha cerca de US$ 1 bilhão atualmente. A Andretti simplesmente não tem esse valor para investir, mesmo que houvesse uma equipe disponível para compra.

Além da questão da compra, a fala de Ben Sulayem gera ainda mais dúvidas. O dirigente afirmou que ‘algumas equipes precisam ser renovadas’, mas logo em seguida diz que a F1 ‘deveria ter mais equipes. Mas não qualquer equipe. As equipes certas’.

Se a Andretti passou pelo processo de aprovação da FIA no ano passado, isso não a torna automaticamente a ‘equipe certa’ aos olhos da federação?

Na parte inferior do grid, existem equipes que lutam para pontuar. A Haas, por exemplo, possui apenas uma pole position em 174 corridas e uma média de 1,47 ponto por prova. A Sauber (futura Audi) ainda não pontuou em 2024.

O argumento de que a Andretti não agrega valor suficiente à F1 se torna questionável quando se compara a situação com equipes já existentes. Que valor a Sauber trouxe para a categoria até agora? Qual mercado novo eles abriram? Qual competitividade eles trouxeram?

A Andretti enfrenta um dilema. É cobrada para demonstrar um valor superior ao de equipes que já estão na F1 há anos, e que em alguns casos, não entregam bons resultados.

Se até mesmo o presidente da FIA demonstra dúvidas sobre a proposta da Andretti, qual a real chance da equipe americana conseguir entrar na Fórmula 1? A resposta parece ser cada vez mais clara: Simplesmente as atuais equipes do grid não querem dividir mais uma ‘fatia do bolo’ financeiro, que é pago anualmente aos times da Fórmula 1.