F1: Pilotos da Sauber ficaram na última fila para largada no GP de Mônaco

A equipe Sauber (Stake F1 Team) teve um sábado muito difícil na sessão de classificação para o GP de Mônaco de Fórmula 1, com Valtteri Bottas e Zhou Guanyu saindo da sessão ainda no Q1, marcando apenas o 19º e o 20º tempo, respectivamente.

Alessandro Bravi, chefe da equipe: “Hoje não é hora de analisar, mas de reagir. É claro que o grid de largada de amanhã é difícil de digerir para todos na equipe, os pilotos, nossa equipe de pista e a equipe de Hinwil. O que podemos fazer é reagir e provar que somos capazes de virar a página e melhorar, mesmo em tempos difíceis É claro que não evitaremos uma análise aprofundada do que aconteceu hoje e por que temos de largar da última fila. Falta desempenho geral, mas não existe um único elemento que gere desempenho em uma equipe. Entendemos que precisamos dar um passo em todas as áreas, e sabemos que isso é o mais importante de se ver em cada membro da nossa equipe. Não é uma situação que possamos enfrentar sem estarmos motivados, determinados e dispostos a realizar este trabalho todos juntos”, concluiu.

Bottas: “Hoje foi um dia complicado. Toquei levemente a parede esta manhã durante o TL3, nada grave, pois ainda pude participar da sessão de classificação. Infelizmente, simplesmente não tivemos ritmo de uma volta suficiente para ultrapassar o limite do Q2. No geral, não foi um fim de semana fácil para nossa equipe até agora. Mônaco é uma das pistas mais desafiadoras do calendário, e essa é a sua melhor característica e o que a torna tão exigente. Haverá muito o que investigar durante a noite, para encontrar aquele extra que poderá nos permitir melhorar ligeiramente amanhã. As coisas devem melhorar um pouco na corrida, quando tudo se estabilizar, embora não seja fácil começar lá atrás. Ainda assim, nem toda esperança está perdida, pois sabemos muito bem como tudo pode acontecer aqui, e faremos o possível para aproveitar qualquer boa oportunidade.”, acrescentou.

Zhou: “Todo o fim de semana tem sido difícil até agora e a sessão de classificação de hoje não foi exceção. Não conseguimos colocar tudo, dos pneus à temperatura, na janela certa hoje, e lutei muito com a falta de aderência. Numa pista como essa, você precisa de confiança e aderência para extrair o máximo de suas voltas, e embora eu ache que meus esforços foram bastante limpos, ainda estamos a um segundo de distância. Em Mônaco, o sábado é mais importante, porém, a corrida é sempre uma história diferente, e vamos usá-lo para entender melhor o que nos falta para diminuir a diferença. Como equipe, analisaremos mais detalhadamente nossa configuração para ver como podemos melhorar para amanhã”, encerrou o piloto chinês.

O F1MANIA.NET acompanha ‘in loco’ todas as atividades do GP de Mônaco com o jornalista Rodrigo França.