F1: McLaren satisfeita com ritmo apresentado nas ruas de Monte Carlo

A McLaren ficou satisfita com o ritmo que conseguiu no GP de Mônado de Fórmula 1, mesmo com a quase impossibilidade de ultrapassagens na corrida deste domingo. Mas no final das contas, Oscar Piastri conseguiu um excelente P2 e Lando Norris ficou um pouco atrás em P4.

Andrea Stella, chefe da equipe: “Tiramos o chapéu para a Ferrari e Charles Leclerc, eles foram rápidos durante todo o final de semana e mereceram a vitória. Para nós, parabéns a toda a equipe por entregar um carro rápido, e à equipe de pista, por estar sempre com a bola, gerenciando alguns momentos operacionais intensos neste fim de semana, desde limpar os detritos do carro de Lando durante a sessão de classificação, até lidar com uma situação difícil de bandeira vermelha hoje. É um resultado importante aqui em Mônaco, com Oscar conquistando um pódio impressionante e Lando logo atrás em um circuito que estávamos, não tenho certeza se muito adequado ao nosso carro. São muitos pontos, mas também são evidências de que podemos ser candidatos regulares ao pódio. Olhamos para as próximas corridas com otimismo”, concluiu.

Piastri: “Essa foi uma corrida complicada. O ritmo no início era incrivelmente lento. Obrigado a toda a equipe que trabalhou tanto. Foi um ótimo fim de semana e não há melhor lugar para conseguir um resultado como esse do que Mônaco. Também é especial alcançar um pódio com as cores de Ayrton Senna, dado seu incrível histórico nessas ruas”, acrescentou.

Norris: “Um bom resultado de equipe. Muitos pontos no tabuleiro, que era exatamente o que queríamos. Mas como esperávamos, não houve oportunidades de avançar, principalmente depois da bandeira vermelha no início. Foi falta de sorte termos caído para quarto novamente após a primeira largada, mas não havia muito que pudéssemos fazer em um dia como hoje. Ficamos lá, conseguimos bons pontos para a equipe e isso é o principal”, encerrou o piloto britânico.

O F1MANIA.NET acompanha ‘in loco’ todas as atividades do GP de Mônaco com o jornalista Rodrigo França.