F1: Marko admite falta de liderança na Red Bull após falecimento de Mateschitz

O falecimento de Dietrich Mateschitz, fundador da Red Bull, em 22 de outubro de 2022, continua sendo sentida em Milton Keynes. Helmut Marko, consultor da equipe, reconhece a existência de um clima diferente na sede da Red Bull Racing desde a morte de Mateschitz.

“Há outros fatores influenciando isso. Sentimos falta de um líder carismático. Isso mudaria um pouco as coisas em outras empresas também”, afirmou Marko ao Motorsport.com, sem especificar se a situação tem relação com o chefe da equipe, Christian Horner.

Segundo o dirigente austríaco, a ausência de Mateschitz se faz notar. Questionado se Adrian Newey teria deixado a equipe caso o fundador estivesse vivo, Marko respondeu: “Não acho”. Já sobre a permanência da estrutura atual da Red Bull na Fórmula 1, o consultor preferiu não se pronunciar.

O F1MANIA.NET acompanha ‘in loco’ todas as atividades do GP de Mônaco com o jornalista Rodrigo França.