F1: Magnussen afirma estar passando pelo seu pior início de temporada

O piloto da Haas, Kevin Magnussen, classificou o início da temporada 2024 de Fórmula 1 como o mais frustrante de sua carreira. O piloto de 31 anos sente que as coisas não estão funcionando e que enfrenta uma batalha constante.

Magnussen marcou apenas um ponto nas primeiras oito corridas, enquanto seu companheiro de equipe Nico Hulkenberg conquistou seis pontos com quatro chegadas no top 10, incluindo a corrida Sprint em Miami. No entanto, o dinamarquês acredita que ainda pode reverter a situação, destacando o bom pacote desenvolvido pela Haas.

Os problems aumentaarm ainda mais, quando uma irregularidade técnica nas asas traseiras da Haas foi descoberta após a sessão de classificação para o GP de Mônaco, resultando na desclassificação de ambos os carros.

Depois de largar do fundo do grid, a colisão com Sergio Perez da Red Bull na segunda curva causou o abandono dos dois pilotos da equipe, com Hulkenberg também envolvido no acidente.

“Não é bom ver os dois carros em um acidente”, lamentou Magnussen. “É uma situação de m****. Provavelmente foi o início de ano mais frustrante que já tive. Parece que estou ‘nadando contra a corrente’ o tempo todo. As coisas não estão funcionando. Então, espero que possamos mudar isso. Temos um bom pacote, então precisamos usá-lo.”

A pressão sobre Magnussen aumenta cada vez mais. Apesar de apoiar a equipe em detrimento de seus próprios resultados nesta temporada, rumores de sua substituição no final do ano ganham força. Zhou Guanyu ou Esteban Ocon são apontados como possíveis parceiros de Oliver Bearman na Haas em 2024. Lembrando que Bearman não está confirmado, mas vem sendo bastante cogitado para a vaga na equipe no próximo ano.

Com a ida de Hulkenberg para a Sauber (Stake F1 Team), que será a equipe oficial da Audi a partir de 2026, o jovem piloto que atualmente corre com a equipe Prema na F2, deve se juntar à Haas no início de 2025.

Independentemente da incerteza em torno de seu futuro na Haas, Magnussen está focado em recuperar o desempenho ainda na atual temporada.

“Odeio falar em falta de sorte, porque muitas vezes você tem algo a ver com isso, mesmo quando as coisas não estão indo do seu jeito e você sente que não está tendo sorte. Você não pode usar isso como desculpa. Portanto, precisamos manter a cabeça fria, permanecer positivos sobre o bom pacote que temos e tentar fazer as coisas funcionarem”, encerrou Magnussen.