F1: FIA recua e pneus de 2026 serão maiores que o esperado

Os pneus menores previstos para a Fórmula 1 em 2026, serão ligeiramente maiores do que o inicialmente planejado pela FIA.

A organização reguladora do esporte anunciou na semana passada o novo conjunto de regras técnicas, incluindo o uso de pneus dianteiros e traseiros mais estreitos. No entanto, a redução proposta, 25 mm na frente e 30 mm atrás, é menos agressiva do que o esperado.

De acordo com o diretor técnico de monopostos da FIA, Jan Monchaux, a decisão se baseia em preocupações com a capacidade dos pneus de lidar com a potência dos motores de 2026, que devem chegar a 1.100bhp.

“Não queremos que os pneus sejam um problema no início de 2026”, disse ele à imprensa. “Essas novas unidades de potência terão, pelo menos teoricamente, especialmente na fase de tração, uma quantidade absurda de potência. Simplesmente ficamos um pouco receosos de reduzir o tamanho (dos pneus) ainda mais.”

É importante lembrar que a F1 aumentou a largura dos pneus em 2017, e cinco anos depois, trocou os aros de 13 polegadas (330 mm) por versões de 18 polegadas (457 mm).

A FIA considerou a possibilidade de voltar a usar rodas menores, de 16 polegadas, mas descartou a ideia devido ao risco de superaquecimento dos pneus.

“Essa redução nos pneus é certamente menor do que todos esperávamos”, reconheceu Monchaux. “Porém, não queríamos nos afastar muito do produto conhecido, que atualmente usamos e do qual estamos relativamente satisfeitos. Já temos mudanças suficientes com a unidade de potência, o chassi e também o regulamento aerodinâmico. Adicionar outros riscos potenciais, não nos pareceu a decisão certa”, acrescentou.

Os novos pneus terão apenas cerca de 8% a menos de largura que os utilizados atualmente. “Não esperamos uma diferença significativa nessas mudanças feitas nos pneus em relação à aderência mecânica geral”, disse ele. “Pode haver uma leve redução porque os pneus são menores, mas não é uma mudança que nos cause muita preocupação”, completou Monchaux.

A FIA dará às equipes e à Pirelli, fornecedora oficial de pneus da F1, oportunidades adicionais para realizar testes de pneus antes de 2026. Esses testes começarão em setembro deste ano e continuarão ao longo de 2025.