F1: Ex-piloto vê chance de Verstappen olhar de outra forma para Mercedes

Toto Wolff parece que não vai desistir tão fácil. O chefe da Mercedes está disposto a esperar ainda alguns meses para escolher o companheiro de George Russell na temporada 2025 de Fórmula 1. E não é segredo que Max Verstappen lidera a lista de desejos. Improvável? O ex-piloto de F1, Christijan Albers, acredita que não é nada maluco o tricampeão deixar a Red Bull rumo a uma aventura na Mercedes.

Verstappen venceu em Ímola, mas precisou se esforçar bastante. O domínio avassalador de Red Bull e Verstappen no início da temporada parece ter diminuído. É justamente aí que Albers vê a chance de Wolff atrair o holandês, segundo o podcast de F1 do Telegraaf.

“Se a Red Bull não conseguir se manter na liderança e Verstappen sentir que não está mais tão competitivo, ele pode mudar de equipe”, disse Albers. “Mas olhando de forma realista, o carro da Red Bull ainda é um dos mais fortes. Ele precisa se esforçar, como em Ímola, mas também houve uma atualização no carro. Não dá para saber imediatamente o que um carro como esse pode fazer em um único fim de semana. É preciso ajuste fino, e é aí que você pode encontrar alguns décimos.”

Se a Red Bull perder força ao longo da temporada, a Mercedes poderia ser a única alternativa real para Verstappen. “A equipe alemã está em crise no momento, mas o ano ainda é longo”, disse Albers. “Mas eles fizeram uma oferta astronômica para contratá-lo. Para um atleta, é um grande desafio. Assim como Michael Schumacher e Lewis Hamilton, seria incrível sair de um time e tentar ser campeão com outra equipe”, acrescentou.

Albers continuou: “Se a Red Bull continuar forte, ele fica em 2025. Mas não garanto nada para 2026. Aí sim, ele pode mudar”, finalizou o ex-piloto.