F1: Chefe da Williams promete grande desempenho após primeiros pontos

James Vowles, chefe da Williams, afirmou que a equipe tem ‘muito desempenho para mostrar’ após conquistar seus primeiros pontos na temporada 2024 da Fórmula 1, no GP de Mônaco.

A equipe britânica enfrentou dificuldades no início do ano devido a prazos apertados para a construção do novo carro, o FW46, o que resultou em falta de peças de reposição. Vowles revelou no início do mês que a revisão do conceito do carro custou à Williams um peso excedente, que chega a prejudicar o tempo por volta em até 0.45 segundos.

No entanto, Alex Albon se beneficiou das características únicas do circuito de Mônaco, menos penalizador para esse tipo de desvantagem, e conseguiu avançar para o Q3, garantindo o nono lugar na corrida de domingo.

Vowles, cuja equipe agora ocupa a oitava posição no campeonato de construtores, disse que a Williams vai usar o resultado de Mônaco como impulso para as próximas corridas, com atualizações previstas.

“Temos um grande potencial de evolução pela frente”, disse Vowles em um vídeo divulgado no site da equipe. “É uma temporada longa, estamos apenas no começo. Agora precisamos construir em cima do que conquistamos, e entender na fábrica o que erramos. Não fizemos tudo certo neste fim de semana (em Mônaco), nem nas primeiras corridas. Mas sabemos o que podemos melhorar daqui para frente.”

“Nós temos o Canadá chegando, onde teremos mais ganho de performance. Nas próximas seis corridas há muito pelo que esperar. Vamos manter esse ritmo positivo e garantir que entreguemos desempenho na pista”, acrescentou.

Vowles admitiu que a pontuação poderia ter vindo em corridas anteriores, e afirmou: “Alguns elementos do carro, incluindo o excesso de peso, não funcionaram como precisávamos”.

No entanto, o dirigente britânico acredita que o resultado de Albon vai motivar toda a equipe. O piloto britânico-tailandês concorda que encerrar a seca de pontos, servirá como impulso para a Williams.

“É melhor conseguir pontos em uma corrida mais interessante. Para ser sincero, eu aceito isso. O nono lugar é bom para a equipe, nos dá um bom começo e significa muito para nós. Nunca é bom ficar zerado. É ótimo para o moral da equipe. Agora que pontuamos, podemos usar isso como trampolim para o resto da temporada”, completou Albon.