F1: Berger diz que Audi terá que ter paciência para chegar ao sucesso

O ex-piloto de Fórmula 1, Gerhard Berger, minimizou as expectativas de sucesso imediato da Audi na categoria, quando assumir integralmente a Sauber em 2026.

A entrada da marca alemã, prevista para 2026, gera muita animação, mas Berger pede cautela. “Não se deve subestimar uma estreia na F1. É preciso paciência para chegar ao topo e cometer poucos erros”, disse o austríaco ao jornal BILD.

Para ilustrar seu ponto de vista, Berger citou o exemplo da Red Bull Racing, que demorou seis anos para se tornar campeã, após a chegada de Adrian Newey.

“A Audi tem recursos e a vantagem de já estar envolvida com a Sauber, mas vai levar pelo menos cinco anos para brigar na frente”, afirmou Berger.

O ex-piloto ainda comparou a situação da Audi com a Ferrari no início dos anos 2000, quando Michael Schumacher chegou à equipe. Mesmo com um time forte, a Ferrari demorou cinco anos para começar a conquistar títulos.

“Apesar de Michael Schumacher e a estrutura ideal de Jean Todt, Ross Brawn e Rory Byrne, a Ferrari precisou de cinco anos para começar a vencer campeonatos”, finalizou Berger, justificando sua baixa expectativa em relação ao rápido sucesso da Audi.