F1: Após 23 anos, Resta se despede da Ferrari

Simone Resta anunciou sua saída da Ferrari após 23 anos dedicados à Scuderia. O engenheiro italiano agora segue para a Mercedes, onde assumirá o cargo de diretor de desenvolvimento estratégico. A data exata de seu início na nova equipe ainda não foi confirmada.

A mudança de Resta para a Mercedes foi anunciada em março, logo após sua saída da Haas no início de 2024. Ele havia ingressado na equipe norte-americana em 2021 para fortalecer a parceria técnica entre Haas e Ferrari, que fornece à equipe americana a unidade de potência e vários outros componentes.

Na Mercedes, Resta reencontrará James Allison, diretor técnico da equipe de Brackley. Os dois trabalharam juntos na Ferrari entre 2013 e 2016, época em que Resta se tornou o projetista chefe da equipe italiana.

“2001-2024, último dia após 23 anos de paixão na Ferrari”, escreveu Resta em seu perfil no LinkedIn no sábado, dia 1º de junho. “Experiência profissional única, tendo tido a sorte de conhecer talentos excepcionais. Um sincero agradecimento a todos que acreditaram em mim e aos fãs que nunca deixaram de apoiar durante todos esses anos. Seguindo em frente.”

Essa não é a primeira saída de Resta da Ferrari. Em 2018, ele deixou a equipe para se tornar diretor técnico da Alfa Romeo-Sauber, retornando ao time italiano pouco mais de um ano depois, em agosto de 2019.

A carreira de Resta na Fórmula 1 começou no final dos anos 1990, na equipe italiana Minardi. A partir de 1998, ele trabalhou no departamento de pesquisa e desenvolvimento da ex-equipe de F1. Ao chegar na Ferrari em 2001, Resta assumiu o cargo de engenheiro de projeto sênior. Em 2006, tornou-se chefe de pesquisa e desenvolvimento, antes de ser promovido a vice-diretor de design em 2012.