F1: Apesar de Vowles pedir mais desempenho, vaga de Sargeant segue ameaçada

Mesmo reconhecendo certa evolução, o chefe da Williams, James Vowles, deixou claro que Logan Sargeant precisa demonstrar mais desempenho se quiser garantir sua vaga na equipe para a temporada 2025 da Fórmula 1.

Na temporada passada, como novato, Sargeant enfrentou grandes dificuldades. Seu companheiro de equipe, Alex Albon, superou o americano em todas as sessões de classificação e conquistou 28 pontos contra apenas 01 de Sargeant.

Mesmo optando por mantê-lo para 2024, a Williams não vem obtendo os resultados esperados. A escassez de peças, que inclusive tirou Sargeant do GP da Austrália, também prejudica seu desempenho.

Apesar de ainda não ter entrado na zona de pontuação nas oito corridas disputadas até o momento este ano, Sargeant acredita em um progresso tangível em relação ao ano passado. “Acho que houve bons momentos”, disse o piloto. “Vejo um grande avanço. É uma pena estarmos em uma situação difícil com o carro no momento, mas acho que as coisas estão começando a melhorar.”

No entanto, com a Williams negociando com pilotos como Carlos Sainz e Valtteri Bottas, Vowles destacou a necessidade de evolução de Sargeant. “Estamos vendo a confiança crescer, e há performance ali”, afirmou o chefe da equipe. “Porém, precisamos de mais para que ele possa manter sua vaga.”

Sargeant nega que os rumores sobre possíveis substitutos o estejam afetando. “Estou focado no meu trabalho. Faço o que preciso fazer com os engenheiros, analiso minha pilotagem e os dados. No fim das contas, estou aqui para pilotar o carro e fazer o meu melhor trabalho, e é isso que estou fazendo”, acrescentou.

A redução da idade mínima para 17 anos feita pela FIA para um piloto estreante na F1, atendendo a um pedido que teria sido feito pela própria Williams, abriu a possibilidade da estreia de Andrea Kimi Antonelli, piloto júnior da Mercedes, ainda em 2024, antes de completar 18 anos. Com isso, muitos rumores sobre uma possível substituição de Sargeant por Antonelli ainda na metade da atual temporada, ganharam força na última semana.

Questionado sobre a possibilidade de terminar a temporada com sua atual equipe, Sargeant respondeu: “Sim, até o momento. Tenho contrato e estou aqui para pilotar”, encerrou o piloto norte-americano.