De Vries elogia estreia de Bearman: Um talento fenomenal na F1

Com apenas 18 anos, Bearman brilhou na Fórmula 1 substituindo Sainz

A estreia de Oliver Bearman na Fórmula 1, substituindo Carlos Sainz em Jeddah e conquistando um impressionante sétimo lugar, foi motivo de comemoração no universo do automobilismo. Entre os admiradores está Nyck de Vries, que compartilha a experiência de pontuar em sua própria estreia na categoria. No entanto, De Vries, que fez sua breve passagem pela F1 com a Williams, vê poucas semelhanças entre suas trajetórias, além desse marcante começo.

“Oliver fez um trabalho fenomenal. Ele realmente me impressionou ao fazer o que fez, tendo apenas 18 anos e em um circuito como aquele. Ele fez um trabalho incrível, especialmente por ser pela Ferrari,” compartilhou De Vries em uma entrevista ao motorsport.com, evidenciando o enorme desafio enfrentado por Bearman, não só pela complexidade do circuito mas também pela pressão de representar uma equipe do calibre da Ferrari.

De Vries, que aos 27 anos marcou um ponto em Monza, reconhece as diferenças não só na idade mas também no contexto de suas estreias. “Você não pode comparar, mas obviamente a Williams não pontua todos os dias, enquanto a Ferrari geralmente pontua… Mas não é comparável, eu acho que o ‘Ollie’ merece crédito pelo que mostrou na semana passada,” reflete o piloto, agora com 29 anos, que se prepara para competir na Fórmula E e no WEC no próximo ano.

Apesar de De Vries já ser campeão da Fórmula 2 e da Fórmula E na época de sua estreia na F1, e portanto contar com uma experiência significativamente maior, Bearman, o jovem britânico, chegou à F1 após uma promissora temporada de estreia na F2, onde terminou em sexto lugar na classificação geral. Este ano, ainda busca seus primeiros pontos na categoria, após não pontuar nas corridas de abertura no Bahrein e substituir Sainz na F1, deixando de participar das corridas de F2 na Arábia Saudita.