Incerteza de Liam Lawson: Sem garantias de Marko para a F1 2025

Em meio às constantes reviravoltas do mundo da Fórmula 1, a trajetória de Liam Lawson chama atenção. Substituindo Daniel Ricciardo em cinco Grandes Prêmios pela então AlphaTauri no último ano, Lawson mostrou que seu talento vai além das expectativas, uma performance que não passou despercebida. Contudo, a esperança de solidificar sua posição na temporada de 2024 foi substituída pela confirmação de Yuki Tsunoda e Daniel Ricciardo como a dupla escolhida, deixando Lawson em busca de um lugar ao sol no campeonato de 2025.

A questão do futuro de Lawson ganha camadas com a especulação em torno de promessas feitas por Helmut Marko, uma figura notória por suas decisões estratégicas dentro da Red Bull Racing. Contrariando rumores, Lawson esclarece: “Honestamente, não há um cronograma definido para o meu futuro. Não há nada definido em pedra”. Esta declaração, feita durante uma interação com o Speedcafe, revela não apenas a incerteza inerente ao esporte, mas também a determinação de Lawson em permanecer preparado para qualquer oportunidade que possa surgir.

A situação contratual de Ricciardo e Tsunoda, ambos com término de contrato após esta temporada, introduz um elemento de possibilidade no horizonte de Lawson. No entanto, a performance de Ricciardo nos próximos meses pode ser um fator determinante, especialmente após um primeiro aviso de Marko, indicando que as portas da AlphaTauri podem se abrir ou fechar baseadas em resultados futuros.

Enquanto isso, Lawson assume o papel de terceiro piloto e piloto reserva da Red Bull, uma posição que, embora estratégica, limita sua prática em pistas de corrida. Superando o limite que o classificaria como novato nas sessões de treino livres obrigatórias da F1, Lawson vê seu tempo de pista reduzido, com foco em trabalho de simulador para o ano de 2024. Apesar desses desafios, Lawson mantém-se resiliente: “Ainda me sinto como um novato”, expressando sua contínua sede por crescimento e aprendizado no esporte.