F1: “Vitória estranha, mas corridas são assim”, afirmou Russell

George Russell conquistou uma vitória inusitada no GP da Áustria de Fórmula 1. O britânico aproveitou o acidente entre Max Verstappen e Lando Norris para assumir a liderança e cruzar a linha de chegada em primeiro lugar.

Apesar do final surpreendente, Russell já previa uma briga emocionante entre os favoritos. No sábado, após a sessão de classificação, o piloto da Mercedes brincou: “Esses caras sempre se pegam, então talvez dessa vez eu deva sentar e assistir a tudo acontecer.”

O que Russell não esperava era que a briga resultaria em um abandono para Norris e uma penalização para Verstappen (além de uma parada extra para troca de pneus devido a um furo). “Três voltas antes, meu engenheiro avisou que eles estavam disputando muito duro e que poderíamos vencer. Eu disse para garantir o P3 primeiro, para me deixar pilotar. Sabia que Oscar (Piastri) estava rápido logo atrás. E então, quando assumi a liderança, sabia que seriam seis voltas finais desafiadoras”, afirmou o piloto britânico.

Russell comentou sobre a dificuldade de administrar os pneus na parte final da corrida. “O acionamento do safety car virtual ajudou um pouco, porque meus pneus estavam superaquecendo. Aquilo me permitiu refresca-los. Foi uma vitória um pouco estranha, com certeza. Mas como eu disse, isso é corrida. Às vezes as coisas vão contra você, e sinto que provavelmente perdemos algumas oportunidades de vitória. Montreal foi uma, possivelmente Singapura, as coisas poderiam ter sido bem diferentes no ano passado, e hoje a sorte esteve do nosso lado. É assim que o jogo funciona”, finalizou Russell.