F1: Verstappen revoltado com punição após toque com Norris

Max Verstappen protagonizou um lance polêmico no final do GP da Áustria de Fórmula 1. O holandês dividiu uma curva com Lando Norris na disputa pela vitória e acabou causando o abandono do britânico. Pela infração, Verstappen recebeu uma punição de dez segundos, que na verdade não alterou sua posição final, que já era o P5 após ele ter que parar para trocar os pneus, pois tinha um furo depois do toque com Norris.

Revoltado com a decisão, Verstappen questionou seu engenheiro de corrida, Gianpiero Lambiase. “Dez segundos? É ridículo. Ele (Norris) poderia ter ido para a esquerda ou direita, o que ele queria que eu fizesse?”, reclamou Verstappen pelo rádio.

Christian Horner, chefe da Red Bull, tentou consolar o piloto e minimizar o erro, que o holandês não assumiu: “Sim, ele não se comportou bem ali, Max. Uma falta de sorte enorme, mas você fez o seu melhor”, disse Horner.

Mesmo com o voto de confiança da equipe, Verstappen não aliviou o tom crítico. “A corrida também foi uma ‘merda’, para ser sincero. Preciso que as coisas melhorem, mas é o que temos”, finalizou o holandês.

As manobras de Verstappen também renderam críticas de Martin Brundle, ex-piloto de F1 e comentarista da Sky Sports. “Max está voltando aos velhos tempos, o antigo Max. Está ficando um pouco agressivo demais, e usando ‘cotoveladas’ nas freadas”, finalizou Brundle.