F1: Norris responde às acusações de “medo”de Verstappen e rumores da Red Bull

Norris afirma: transferência para a Red Bull não seria “inteligente” para a carreira

Lando Norris rejeitou acusações de que ele temia se tornar companheiro de equipe de Max Verstappen na Red Bull, mas confessou que uma mudança para a equipe austríaca não teria sido um “movimento inteligente” para sua carreira na F1.

A McLaren anunciou na sexta-feira que Norris assinou um novo contrato de longo prazo, encerrando meses de especulação sobre uma possível mudança para a Red Bull, campeã dos construtores. Desde que chegou ao grid em 2019, Norris emergiu como um dos talentos mais brilhantes do esporte e foi considerado um potencial candidato para suceder Sergio Perez – cujo atual contrato com a Red Bull expira no final deste ano – como companheiro de equipe de Verstappen.

Norris pareceu abrir a porta para se tornar companheiro de equipe de Verstappen na última temporada, dizendo à mídia, incluindo o PlanetF1.com, que “seria ótimo trabalhar ao lado” e se medir contra um piloto do calibre do tricampeão mundial. Verstappen solidificou seu lugar entre os maiores pilotos da história da F1 nos últimos anos, vencendo 44 das últimas 66 corridas, com Perez sendo o mais recente de uma longa linha de companheiros de equipe da Red Bull – incluindo Pierre Gasly e Alex Albon – que lutaram ao lado do holandês.

Após acordar seu novo contrato com a McLaren, Norris descartou a sugestão de que está fugindo de Verstappen ao não buscar uma mudança para a Red Bull – insistindo que qualquer piloto teria dificuldades para igualar Verstappen na mesma equipe.

Questionado se ele tinha medo de enfrentar Verstappen em equipamento idêntico, ele disse à Sky Sports: “Eu acho que é uma discussão mais longa do que apenas dizer isso. Max é um dos melhores pilotos de todos os tempos na Fórmula 1? Absolutamente. Eu acho que ele provou isso o suficiente.”

“Ele está em uma equipe na qual está muito confortável, muitas coisas são construídas ao redor dele, então para qualquer um – até mesmo o Max de alguns anos atrás – enfrentar o Max de agora é extremamente difícil.”

“Então, eu não acho que seja uma questão de: você tem medo ou não tem medo? Eu não acho que eu jamais teria medo de enfrentar alguém.”

“Mas mesmo se você entrar em uma equipe, você está em posição de desafiar alguém imediatamente? E você está confortável para fazer isso?”

“E eu acho que é um ‘não’ – para qualquer piloto. Leva tempo para se adaptar e entrar no lugar.”

“E se você quer ir contra o melhor piloto do mundo, não é a melhor coisa a fazer. Não é um movimento inteligente.”

“Mas eu adoraria correr contra Max. Eu gostei de algumas das nossas batalhas que tivemos e estou ainda mais ansioso pelas batalhas que teremos este ano.”

Norris admitiu que teve conversas com outras equipes, mas decidiu ficar depois de ser encorajado pelo progresso da McLaren em se recuperar de um início lento na última temporada para emergir como a ameaça mais consistente à Red Bull.