F1: Mercedes satisfeita com P3 e P4 na Espanha

A Mercedes mostrou mais uma vez um bom ritmo, confirmando sua recuperação após um fraco começo na temporada 2024 da Fórmula 1. Na sessão de classificação para o GP da Espanha, Lewis Hamilton ficou com o P3 e George Russell com o P4.

Andrew Shovlin, diretor de engenharia de pista: “O equilíbrio do carro está mais complicado do que ontem. Às vezes, parecia que teríamos a oportunidade de lutar pela primeira fila. Porém, no Q3, o ritmo de Lando (Norris) e Max (Verstappen) estava fora do nosso alcance. O lado positivo é que temos os dois carros na ponta do grid. Isso criará algumas oportunidades em termos de estratégia. O principal amanhã será o ritmo de corrida e a degradação dos pneus. Ontem estivemos bem no longo prazo e trabalhamos um pouco no ajuste durante a noite, por isso o nosso objetivo é dar mais um passo na direção certa. Também é encorajador que o trabalho árduo de todos na equipe, esteja fazendo com que nos aproximemos cada vez mais da frente e esperamos poder dar mais passos nas próximas corridas”, concluiu.

Hamilton: “Este é mais um resultado encorajador para nós como equipe. Todos têm trabalhado arduamente para trazer atualizações e melhorias ao carro, obtendo ganhos incrementais e pequenos passos ao longo da temporada até agora. Estamos começando a ficar mais consistentes também e isso é muito importante para nós. Isso se deve ao fato de cada membro da equipe dedicar horas extras e quero agradecer muito a eles. O carro está cada vez mais agradável de pilotar. Hoje a diferença era de três décimos, mas acho que na realidade foi menor porque não tiramos tudo do carro na última volta. Vou para amanhã focado em tentar lutar pela vitória. Estamos em um bom ponto de partida com esse longo percurso até a primeira curva. A degradação dos pneus também desempenhará um papel fundamental amanhã e acho que as nossas longas corridas nos treinos livres, pareceram fortes nesse aspecto. Espero que isso se traduza em um bom domingo”, acrescentou.

Russell: “O carro está ótimo neste fim de semana. Nosso ritmo foi forte durante os treinos livres e nos sentimos confiantes na sessão de classificação. Os dois carros na segunda fila é um resultado decente, mas a diferença para Norris e Verstappen foi um pouco maior do que esperávamos. Tanto eu quanto Lewis demos boas voltas, mas não acho que nenhum de nós sentiu que as maximizamos. Colocar os pneus perfeitamente na janela em uma pista desafiadora como essa é muito difícil. Acho que os que estão à frente conseguiram fazer isso. Num circuito como este, o ritmo de corrida máximo de um carro sempre vencerá. Acho que o nosso ritmo de corrida pareceu bom durante todo o fim de semana até agora e espero que possamos lutar pelo pódio e potencialmente pela vitória. Os passos recentes que demos com o carro estão claramente ajudando e estamos ansiosos para aproveitar esse impulso”, finalizou.