F1: Marko critica briga entre Horner e Jos Verstappen

Em um dia em que Max Verstappen garantiu a pole position para a corrida Sprint no Red Bull Ring, o assunto principal não foi o desempenho do holandês. Quem tomou os holofotes nesta sexta-feira na Áustria foi a briga entre Jos Verstappen, pai de Max, e Christian Horner, chefe da Red Bull Racing.

Tudo começou com a ausência de Jos Verstappen no tradicional desfile de lendas da Fórmula 1. O ex-piloto alegou que Horner ‘fez de tudo’ para impedi-lo de pilotar um carro antigo da Red Bull. Horner, por sua vez, negou a acusação.

O consultor da equipe, Helmut Marko, inicialmente evitou comentar a polêmica em uma entrevista ao GPblog. “Precisam perguntar para Jos ou Christian”, disse inicialmente. Mas logo em seguida, Marko detonou: “Acho que isso é criancice”.

Focado no desempenho de Verstappen na pista, Marko analisou a conquista da pole para a corrida Sprint. Segundo ele, a vitória sobre Lando Norris da McLaren veio principalmente em dois setores específicos: “Estávamos geralmente melhores nas curvas seis e sete. Mas o segredo foi encontrarmos o acerto ideal logo no único treino livre. Trabalhamos em detalhes e Max explorou tudo perfeitamente”.

Após semanas de dificuldades com o RB20, Marko se mostrou otimista: “Hoje vimos um bom Max em um bom carro, e espero que alguns de nossos problemas tenham sido resolvidos, mas acredito que só teremos certeza após Silverstone”, acrescentou.

Outro fato que chamou a atenção na sessão de classificação para a corrida Sprint, foi a demora dos pilotos em entrar na pista para buscar seus tempos no Q3. Charles Leclerc, inclusive, cruzou a linha de largada tarde demais e não conseguiu cravar uma volta rápida. Marko criticou a estratégia: “Não é inteligente! Todos acham que a pista melhora a cada volta, mas falamos de milésimos! Aí entram na pista e precisam forçar demais, perdendo o ritmo ideal. Ninguém ganha nada com isso”, encerrou Marko.