F1: Bottas diz que seu futuro na categoria depende de decisão de Sainz

O piloto da Sauber, Valtteri Bottas tem planos claros para 2025, mas a concretização depende de outro nome da Fórmula 1: Carlos Sainz. De acordo com o finlandês, o mercado de pilotos travou mais uma vez e aguarda a definição do espanhol para avançar nas negociações.

Sainz é alvo de disputa entre Sauber (que será Audi a partir de 2026), Williams e Alpine. A ida para a equipe francesa colocaria Sainz ao lado de Pierre Gasly, que teve seu contrato renovado, conforme anúncio feito nesta quinta-feira pela Alpine.

Enquanto o futuro de Sainz não está definido, Bottas adota postura cautelosa. “Infelizmente, não há nada para anunciar”, disse o finlandês em entrevista na Áustria. “Esperava que decisões fossem tomadas no começo da semana, mas os prazos foram adiados novamente”.

Apesar da indefinição, Bottas garante estar 100% comprometido com sua permanência na F1. “Tenho minha prioridade e meu plano, não posso revelar, mas para mim está bem claro o que quero”, disse ele.

Da mesma forma que Kevin Magnussen da Haas, comentou na semana passada, Bottas acredita que a indefinição do mercado se deve a Sainz. “Alguém precisa decidir para onde vai primeiro, e isso vai basicamente definir o quebra-cabeça de como as peças vão se encaixar”, afirmou o finlandês.

Apesar de admitir o risco de ficar sem vaga, Bottas confia em sua permanência no grid. “Sempre há esse perigo, mas continuo confiante de que estarei em um dos assentos no ano que vem. Sei que nesse esporte, até você assinar, nada está confirmado. Mas não estou muito preocupado, pelo menos baseado no que sei até agora”, acrescentou.

Para Bottas, a dependência da decisão de outro piloto é estranha, mas compreensível. “No começo achei um pouco estranho um piloto decidir tudo, mas agora entendo os motivos. Como sabemos, a F1 nem sempre é justa, e existem outros fatores além do desempenho puro”, concluiu o finlandês.