F1: Aston Martin anuncia Cowell como novo CEO

A Aston Martin anunciou a contratação de Andy Cowell, ex-chefe de motores da Mercedes, como novo CEO do grupo a partir de outubro. Cowell é creditado como peça fundamental no período de domínio da Mercedes na Fórmula 1, onde a equipe conquistou sete campeonatos consecutivos entre 2014 e 2020.

O britânico foi diretor-gerente da Mercedes AMG HPP entre 2013 e 2020, período que coincidiu com o desenvolvimento e sucesso do motor V6 híbrido que levou a equipe ao topo da categoria. Após sua saída da Mercedes, Cowell optou por um período de descanso, mas agora retorna à F1 para auxiliar a Aston Martin em sua busca pelo título.

A equipe de Silverstone vem de uma temporada promissora em 2023, mas enfrenta dificuldades para pontuar com o carro AMR24 este ano. Cowell irá substituir o atual CEO da Aston Martin, Martin Whitmarsh, que sairá gradativamente do cargo até outubro para a transição acontecer de forma suave.

Se reportando diretamente ao presidente executivo da Aston Martin, Lawrence Stroll, Cowell também contribuirá na implementação da parceria com a Honda a partir de 2026. “Estou animado para me juntar ao projeto empolgante de Lawrence, e trabalhar com o talentoso grupo de pessoas que foi reunido”, disse Cowell. “A F1 sempre foi minha paixão competitiva, e estou entrando na Aston Martin Aramco em um momento emocionante, com a conclusão iminente do AMR Technology Campus, e nossa transição em 2026 para uma equipe de fábrica completa com nossos parceiros estratégicos Honda e Aramco.”

Stroll agradeceu a Whitmarsh por seu papel no crescimento da Aston Martin e destacou a importância da contratação de Cowell. “Estou feliz em dar boas-vindas a Andy em um momento importante. Juntamente com nossa parceria de fábrica com a Honda, o compromisso do nosso patrocinador principal Aramco e a liderança de Andy, estamos no caminho certo para nos tornarmos uma equipe campeã na F1. Andy tem meu total apoio e terá todos os recursos disponíveis para vencer”, acrescentou.

Whitmarsh endossou a chegada de Cowell e expressou confiança em seu sucesso. “Conheço Andy há muitos anos e o trouxe para a Mercedes HPP em 2004, onde se tornou Diretor-Gerente entre 2013 e 2020, alcançando enorme sucesso no negócio e na categoria. Ele será um trunfo incrível para a Aston Martin Aramco e fará uma contribuição significativa para a execução de nossa estratégia daqui para frente. A chegada de Andy em outubro e a conclusão do AMR Technology Campus, me permitirão me afastar e focar em outros projetos na minha vida, sabendo que as bases foram estabelecidas com uma equipe impressionante, visão inspiradora e instalações avançadas para alcançar o sucesso na F1”, concluiu.