F1: Perez quer apagar maus resultados e disputar pódio em Silverstone

Sergio Perez teve um GP da Áustria de Fórmula 1 para ser esquecido. O mexicano terminou apenas na sétima posição, e teria sido na oitava se Lando Norris não abandonasse. Companheiro de Max Verstappen na Red Bull, ‘Checo’ espera enfim voltar ao pódio no GP da Inglaterra, que acontece neste próximo fim de semana.

Além da modesta colocação, Perez também perdeu a disputa para Nico Hulkenberg da Haas. O piloto acredita que o resultado ruim foi consequência de um toque sofrido logo na primeira volta. “Foi um fim de semana bem difícil, especialmente a corrida, por causa do estrago que tive no carro desde o começo. Fiquei fora da briga, pois o dano foi grande demais e só perdi rendimento”, afirmou o mexicano.

Com Silverstone encerrando a rodada tripla de corridas, Perez terá a chance imediata de se recuperar. Em teoria, o RB20 deve se encaixar bem no circuito de alta velocidade de Silverstone. O próprio piloto concorda: “Deve ser um fim de semana forte para nós. Estamos ansiosos por esse tipo de pista rápida, e Silverstone sempre traz um enorme desafio com o vento. Pode ser particularmente complicado. Acho que vai ser tudo muito acirrado, como tem sido nas últimas corridas em circuitos diferentes. Não espero nada diferente. Vai ser tudo muito apertado”, disse ele.

A Red Bull terá motores próprios na Fórmula 1 a partir de 2026, quando o novo regulamento vai entrar em vigor. Graças à renovação de contrato no mês passado, Perez estará presente para ver o projeto de perto. O que ele acha do andamento das coisas até agora?

“É impressionante ver o timing, como eles entraram nessas novas regras com tanta antecedência em relação ao motor. Quando você visita a fábrica, é incrível a quantidade de gente trabalhando e o quão avançados eles já estão com o motor, buscando performance. Em termos de cronograma, tudo está indo muito bem. Ninguém sabe o quão competitivo vai ser, nem os pilotos nem os fabricantes de motores, mas eu diria que eles têm feito um trabalho tremendo até agora”, concluiu Perez.