F1: Leclerc frustrado com últimos resultados da Ferrari

Charles Leclerc afirmou que os resultados recentes da Ferrari na temporada 2024 da Fórmula 1, têm sido ‘muito difíceis’ de aceitar. Desde a vitória em Mônaco, o monegasco marcou apenas doze pontos e a equipe italiana perdeu terreno na briga pelo campeonato de construtores.

A Ferrari começou a temporada muito bem, chegando a conquistar uma dobradinha em Mônaco. Porém, o pacote de atualizações introduzido na Espanha parece ter afetado negativamente o desempenho do SF24.

Desde Mônaco, a Ferrari caiu da segunda para a quarta colocação no campeonato de construtores e Leclerc não pontuou em duas das últimas três corridas, incluindo o GP da Áustria.

No caso da Áustria, o piloto não teve culpa pelo mau resultado. Na largada, Leclerc ficou preso entre Oscar Piastri e Sergio Perez e terminou a primeira volta na última posição.

Para Leclerc, Perez foi muito otimista na primeira curva da corrida disputada no Red Bull Ring. “Tentei recuar, mas acho que Checo foi um pouco otimista. Tentar ir com três carros na curva 1 nunca acaba bem. Mesmo em dois já é bem complicado”, disse Leclerc à imprensa.

“Eu não sabia que Checo estava por dentro e acabei como passageiro. Quando freiei, Checo freou ainda mais tarde e quando você está lá, não tem jeito. Tentei administrar a situação da melhor forma possível, mas foi difícil”, acrescentou.

Desde a vitória em Mônaco, Leclerc abandonou no Canadá, terminou em quinto na Espanha e em 11º na Áustria. Isso prejudicou suas chances de título e as da Ferrari também, apesar dos dados da equipe indicarem progresso.

Apesar disso, Leclerc reconhece que ainda há problemas que precisam ser resolvidos o mais rápido possível. “Na Fórmula 1 não existem muitas coincidências, especialmente quando acontece por dois finais de semana seguidos. Então, precisamos analisar a situação”, afirmou.

“Os dados mostram que demos um passo adiante, mas existem outras limitações que precisamos analisar para tentar resolver. Não esperava esses três resultados ruins desde Mônaco. Tem sido muito, muito difícil para a equipe. Então, há muito trabalho a ser feito”, finalizou o piloto monegasco.