Schumacher encara WEC no próximo ano com ambição de reconquistar um lugar na F1 em 2025

Mick Schumacher encerrou 2023 sem uma vaga de titular na Fórmula 1, mas longe de se abater, o jovem alemão encara o futuro com otimismo e uma nova rota traçada. O destino? O Campeonato Mundial de Endurance (WEC), onde Schumacher defenderá as cores da Alpine ao lado do experiente Sébastien Bourdais.

Apesar de perder sua vaga na Haas no final de 2022, Schumacher conquistou um importante espaço na Mercedes como piloto reserva. Toto Wolff, chefe da equipe, não escondeu sua admiração pelo talento do jovem piloto: “Mick é um bom piloto e merece estar na F1. Infelizmente, não há nenhum lugar livre no momento.”

Mas Wolff enxerga no WEC uma oportunidade valiosa para Schumacher se manter afiado, e mostrar seu potencial a um grid repleto de equipes e pilotos que estarão negociando seus contratos em 2024 na F1. “Mick entrar no WEC, que é um campeonato mundial com um construtor como a Alpine, é uma excelente oportunidade para ele. Acredito que ele fará um trabalho perfeito e o manterá afiado para possivelmente voltar à Fórmula 1”, disse o chefe da Mercedes.

Para Schumacher, a chance de voltar às pistas é motivo de empolgação. “Sou um piloto de corrida, nunca fiquei fora das pistas por 14 anos antes disso, então definitivamente foi uma escolha clara e uma direção clara, que eu queria estar correndo novamente no próximo ano”, afirmou o alemão.

“É um campeonato em ascensão, então eu não diria que não o chamaria de um passo lateral. Eu acho que ele tem seu charme e seus desafios tanto quanto a Fórmula 1. Então, estou fazendo um programa duplo com o papel de piloto reserva na Mercedes, para manter contato com a Fórmula 1, mas definitivamente vejo isso como um desafio, e vejo isso como algo onde eu, como piloto, também posso me desenvolver mais. Se meu caminho me levar de volta à Fórmula 1 um dia, então poderei levar esse desenvolvimento que eu fiz nessa categoria (WEC) para a F1 novamente”, acrescentou o alemão.

Com 14 pilotos da F1 com seus contratos terminando no final de 2024, o cenário pode se alterar bastante para a temporada 2025. Mick Schumacher sabe disso e encara o WEC como uma plataforma para provar que merece uma nova chance no grid da F1. O talento e a determinação estão lá, resta saber se as estrelas se alinharão para o retorno do sobrenome Schumacher à elite do automobilismo mundial.