F1: Verstappen afirma que Red Bull precisa continuar evoluindo

Max Verstappen continua na liderança do campeonato de pilotos na Fórmula 1, mas o holandês não vê espaço para a Red Bull Racing diminuir o ritmo de desenvolvimento. Apesar da ampla vantagem conquistada em 2023, a temporada 2024 apresenta um cenário mais equilibrado.

Após vencer sete das primeiras doze corridas na atual temporada, Verstappen vê McLaren, Mercedes e Ferrari brigando bem mais forte e próximas da Red Bull, inclusive superando sua equipe em algumas ocasiões. Com o conceito do RB20 próximo do seu limite de performance, o foco da Red Bull está em atualizações menores e mais pontuais.

“O final de semana do GP da Inglaterra foi irregular, e tentamos algumas coisas no carro”, disse Verstappen. “Sem o dano no assoalho, certamente brigaria pela pole. É um ponto positivo, precisamos seguir pressionando.”

Verstappen confia no trabalho da equipe, mas alerta para a competitividade do grid: “Sei que novidades virão, espero que sejam melhores que as dos concorrentes. Não acredito que cheguemos ao limite e baixemos a guarda. Tenho certeza que a fábrica está trabalhando duro, mas outras equipes também possuem gente inteligente”, disse ele.

Além da própria evolução do carro, a Red Bull enfrenta o desafio das restrições de testes aerodinâmicos. Por ter vencido o campeonato em 2023, a equipe tem menos tempo de testes no túnel de vento e simulações computacionais (CFD) este ano.

“Claro que sempre ajuda ter mais tempo, mas as regras são assim para tentar equilibrar a categoria”, disse Verstappen. “Quando se é o caçador, se gosta desse sistema. Mas quando lidera e vê a diferença diminuir, não é o ideal, as as regras estão definidas, todos concordaram, então precisamos seguir em frente”, encerrou o holandês.