F1: Superação e sucesso, a incrível reviravolta da Red Bull na Fórmula 1

Christian Horner, chefe da equipe Red Bull, expressou recentemente que houve momentos em que o retorno ao topo da Fórmula 1 parecia “inalcançável”. Após uma fase de ouro entre 2010 e 2013 com Sebastian Vettel, a equipe enfrentou um período desafiador com a introdução de novas regulamentações técnicas em 2014. Essa fase foi marcada por um número limitado de vitórias e a impossibilidade de disputar títulos.

“Eu acho que a lição na vida e neste negócio é que você tem que celebrar cada sucesso’, disse Horner à mídia. “Porque você não sabe quando o próximo virá. E eu acho que entramos no esporte há quase 20 anos e éramos vistos como a equipe da festa, como não levando a vida tão a sério quanto alguns de nossos concorrentes.

“Construímos a equipe e, em 2009, começamos a ganhar. Em 2010, começamos a ganhar campeonatos, e aquele período foi um período dourado com Sebastian Vettel.”

“Mas então uma grande mudança na regulamentação e circunstâncias além do nosso controle nos privaram de sermos competitivos”, disse ele.

No entanto, a equipe conseguiu uma reviravolta impressionante, conquistando o campeonato em 2021 e iniciando a temporada seguinte em uma posição dominante. Horner destacou a importância de celebrar cada sucesso e reconheceu a dedicação e união da equipe durante os períodos mais difíceis.

“Esse foi um período desafiador, mas do qual me orgulho imensamente é que toda a equipe, a equipe principal, realmente permaneceu unida durante esse período. Uma vez que conseguimos uma Unidade de Força que nos colocou em posição de competir novamente, fizemos um uso real disso e, portanto, houve momentos durante essa seca de sete anos que parecia inatingível voltar aos dias de vitória de 2010 a 2013.

“Eu acho que isso apenas mostra que se você tem um alvo claro, acredita nas pessoas ao seu redor e trabalha coletivamente como equipe, então tudo é alcançável.”