F1: Steiner acredita que em breve algumas equipes poderão desafiar Verstappen e a Red Bull

A temporada 2023 da Fórmula 1, foi um desastre para a Haas, terminando em último no campeonato de construtores, com carros que pareciam correr para trás durante os GPs. A equipe chefiada por Guenther Steiner conquistou apenas 12 pontos ao longo de 22 finais de semana de corrida, um número que contrasta fortemente com a pontuação de Max Verstappen. O holandês encerrou a temporada com impressionantes 575 pontos.

Verstappen dominou completamente em 2023, conseguindo nada menos que 19 vitórias em 22 corridas. Óbvio que isso nem sempre é emocionante para o espectador neutro, mas Steiner não quer medidas artificiais para atrapalhar Verstappen, como afirmou à Ziggo Sport.

Steiner prefere que outras equipes evoluam: “Você nunca pode culpar o vencedor por ser bom demais. Sou um grande defensor de que isso não está certo”, disse Steiner. “Se alguém é melhor, agradeça, não o culpe por ser bom. Quero dizer, você não deve tirar nada dele, você precisa se colocar lá.”

Apesar de que Steiner adoraria ver sua Haas se tornar uma equipe concorrente da Red Bull e de Verstappen, ele ainda é realista: “Temos metas diferentes. Precisamos voltar ao pelotão intermediário, esse é nosso objetivo. Nosso objetivo não é vencer o Max. Quero dizer, isso não pode ser, seria irrealista. É como… acho que é mais uma pergunta geral, se alguém está dominando essa disputa, ‘Isso é bom para o campeonato?’.”

O chefe da Haas acredita que, com o tempo, outras equipes se aproximarão de Verstappen e seu carro da Red Bull Racing. “Há muitas equipes por aí com as mesmas capacidades e infraestrutura, a mesma quantidade de pessoas como a Red Bull. E obviamente, não somos nós no momento, ainda temos algum tempo antes de chegarmos lá, mas há algumas equipes por aí e acredito que elas também podem fazer isso. Portanto, não está garantido que esse domínio vai continuar para sempre”, concluiu Steiner.