F1: Segundo Brundle, Hamilton pode buscar alternativas se não conquistar logo seu oitavo título

Lewis Hamilton pode estar formulando um ‘Plano B’ caso não consiga conquistar seu oitavo título na Fórmula 1 com a Mercedes, e isso se torne praticamente ‘inalcançável’ nos próximos anos, de acordo com o comentarista e ex-piloto, Martin Brundle.

Dono dos recordes de pole positions e vitórias em corridas, Hamilton está empatado com Michael Schumacher no topo do ranking de campeonatos de pilotos da F1, com sete conquistas. O britânico esteve perto de alcançar o oitavo título em 2021, mas foi superado por Max Verstappen após uma controversa decisão do ex-diretor de prova Michael Masi, durante um período de Safety Car na última corrida daquele ano em Abu Dhabi.

Desde as mudanças radicais no regulamento em 2022, a Mercedes tem sofrido para acompanhar a Red Bull, e Hamilton não conseguiu aumentar sua coleção de 103 vitórias nas últimas duas temporadas. Aos 39 anos e com um novo contrato de dois anos assinado em agosto, a permanência do piloto na categoria até o final do atual ciclo de regras está garantida.

No entanto, diante da atual hegemonia da Red Bull, Brundle acredita que Hamilton começará a considerar alternativas caso a Mercedes não consiga dar um salto de qualidade em 2024.

“Acho que se Lewis sentir que o oitavo título está fora de alcance por um período razoável, ele começará a pensar em um Plano B”, disse Brundle em uma coluna de fim de ano para a Sky Sports F1.

Já foi anunciado pela Mercedes que a equipe vai adotar um novo conceito de carro com o W15, na tentativa de voltar a brigar pelo campeonato em 2024. Mas mesmo que consigam recuperar o terreno perdido, Hamilton enfrentará um forte desafio interno com George Russell, que o superou em pontos na temporada de estreia como companheiros de equipe em 2022, mas foi superado em 2023.

Apesar de um ano problemático em 2023 e 59 pontos atrás de Hamilton, Russell igualou o heptacampeão em sessões de classificação. Quando questionado sobre quem sairia por cima em uma disputa pelo título entre os dois pilotos da Mercedes, Brundle comentou: “Eu acho que eles estão muito próximos se você olhar as estatísticas, mas George teve alguns pesadelos de corrida este ano (2023). Mas essa é uma ótima pergunta”, disse ele.

“Depende se Lewis manterá sua motivação atual, mas é muito difícil apontar um favorito. Lewis sabe como fazer isso, mas George tem a juventude ao seu lado. Não sei a resposta, mas definitivamente não diria: ‘Oh, Lewis sem dúvida, porque ele já é um heptacampeão.’ Isso eu não diria de forma alguma. Até que George esteja em uma posição de brigar pelo campeonato, não sabemos se ele tem a cabeça para lidar com isso”, finalizou Brundle.