F1: Sainz e Ferrari dominam segundo dia de testes no Bahrein

Carlos Sainz define o ritmo enquanto a F1 se prepara para a temporada 2024

Carlos Sainz, da Ferrari, registrou o tempo mais rápido durante o segundo dia de testes pré-temporada da Fórmula 1 no Circuito Internacional do Bahrein. Sainz realizou uma sequência de voltas rápidas com o composto C4 da Pirelli – o segundo mais macio de sua gama, que não estará disponível no Grande Prêmio do Bahrein do próximo fim de semana – para superar seu companheiro de equipe da Ferrari, Charles Leclerc, no meio da sessão da tarde. O tempo mais rápido de Sainz foi de 1:29.921s, deixando-o sete décimos à frente do piloto da Red Bull, Sergio Perez.

Perez enfrentou um pequeno incêndio nos freios pela manhã, antes de um problema fazê-lo voltar lentamente para os boxes à tarde. Apesar desses contratempos menores, o vice-campeão do ano passado ficou em segundo lugar, atrás do piloto da Ferrari, Sainz. Os tempos mais rápidos de Perez foram obtidos com o composto C3 – que será designado como pneu macio no evento de abertura –, enquanto ele completava a maior quilometragem da quinta-feira, com 129 voltas.

Lewis Hamilton, da Mercedes, terminou em terceiro lugar, também com o composto C3, enquanto Lando Norris, da McLaren, usou o mesmo pneu para se ser o quarto colocado. A sessão da tarde começou uma hora mais cedo do que o planejado devido a uma interrupção na sessão da manhã, que foi encurtada devido a uma tampa de um dreno solta.

Daniel Ricciardo ficou em quinto lugar pela RB, usando o composto C4, enquanto Leclerc, que liderou pela manhã, acabou em sexto na classificação final. Lance Stroll da Aston Martin foi o sétimo, à frente de Esteban Ocon da Alpine, que sofreu um grande bloqueio na entrada da curva 1 e quase acabou na brita.

Valtteri Bottas foi nono pela Sauber, com Oscar Piastri completando o top 10 pela McLaren, por conta de seu tempo da sessão da manhã. Logan Sargeant teve um dia completo no FW46 da Williams e se recuperou de um problema inicial de freio por fio para completar mais de 100 voltas.

A Haas terminou como a equipe mais lenta dos 10 times, enquanto Kevin Magnussen e Nico Hulkenberg continuaram trabalhando para resolver o ritmo de longa duração que prejudicou suas perspectivas ao longo de 2023.

Confira a tabela de tempos do segundo dia de testes da F1 no Bahrein:
1. Carlos Sainz, Ferrari, 1m29.921s, C4 – 84 voltas
2. Sergio Perez, Red Bull, 1m30.679s, C3 – 129 voltas
3. Lewis Hamilton, Mercedes, 1m31.066s, C3 – 123 voltas
4. Lando Norris, McLaren, 1m31.256s, C3 – 52 voltas
5. Daniel Ricciardo, RB, 1m31.361s, C4 – 88 voltas
6. Charles Leclerc, Ferrari, 1m31.750s, C3 – 54 voltas
7. Lance Stroll, Aston Martin, 1m32.029s, C3 – 96 voltas
8. Esteban Ocon, Alpine, 1m32.061s, C3 – 78 voltas
9. Valtteri Bottas, Sauber, 1m32.227s, C3 – 97 voltas
10. Oscar Piastri, McLaren, 1m32.328s, C3 – 35 voltas
11. Logan Sargeant, Williams, 1m32.578s, C4 – 117 voltas
12. Fernando Alonso, Aston Martin – 1m33.053s, C3 – 31 voltas
13. Guanyu Zhou, Sauber, 1m33.715s, C3 – 38 voltas
14. Pierre Gasly, Alpine, 1m33.804s, C3 – 33 voltas
15. Kevin Magnussen, Haas, 1m36.611s, C3 – 93 voltas
16. Nico Hulkenberg, Haas, 1m37.509s, C3 – 31 voltas
17. Yuki Tsunoda, RB, 1m38.074s, C3 – 40 voltas