F1: Sainz critica Ferrari após GP da Inglaterra

Apesar do quinto lugar e da volta mais rápida em Silverstone, Carlos Sainz não escondeu sua insatisfação com a Ferrari no GP da Inglaterra de Fórmula 1. O piloto espanhol sequer chegou perto do ritmo de Max Verstappen, Mercedes e McLaren. Após a corrida, Sainz fez questão de se manifestar.

Sainz reconheceu que a Ferrari ficou para trás em relação aos concorrentes. “Claramente não é bom o suficiente. Estamos basicamente com o mesmo carro de Ímola. Desde então, todos evoluíram e provavelmente ganharam alguns décimos, enquanto tivemos que voltar atrás, e perdemos dois ou três meses de ganho de performance no túnel de vento e desempenho que poderíamos ter adicionado nesses meses”, afirmou o espanhol.

“Então, claramente não tomamos as decisões certas recentemente. Mas sinto que hoje (domingo) foi pelo menos uma volta ao básico, de volta a um carro que sabíamos que estava bem em Ímola e só precisamos atualizá-lo a partir daqui. Mas infelizmente, nossos rivais estão claramente um bom passo à nossa frente”, acrescentou.

A próxima corrida é na Hungria, um circuito de curvas fechadas. Isso poderia representar oportunidades para a Ferrari, mas Sainz tem dúvidas sobre o desempenho do SF-24. “Talvez precisemos conviver com o ‘porpoising’ para ter um bom desempenho em baixa velocidade. Já em pistas de alta velocidade, podemos precisar usar este assoalho do pacote antigo, caso contrário, o outro é impossível de pilotar. Até o momento, dada a situação em que estamos, confio que a equipe tomará as decisões certas circuito a circuito, até que um pacote mais sólido, que não ‘salte’ em alta velocidade e seja bom em baixa velocidade, chegue. Só então começaremos a pensar em brigar com os três times da frente novamente”, encerrou piloto espanhol.