F1: Red Bull elogia atuação de Dennis e Hadjar em Abu Dhabi

Na Red Bull Racing, a satisfação é evidente com as performances de Jake Dennis e Isack Hadjar. Embora tenham terminado em 16º e 17º lugares, respectivamente no TL1 de hoje, Christian Horner minimizou a importância dessas posições.

“Na verdade, achei que eles se saíram muito, muito bem, seguindo os programas com os quais estavam trabalhando. Com as cargas de combustível e as configurações do motor com as quais estavam operando, achei que se saíram extremamente bem”, afirmou Horner durante a coletiva de imprensa após o TL1 para o GP de Abu Dhabi de Fórmula 1.

Para Jake Dennis, a transição de um carro de Fórmula E para a potência da Fórmula 1 foi significativa. “Foi bastante revelador que o primeiro ajuste que ele precisou fazer, foi apertar mais o capacete devido à velocidade que estava alcançando. Ambos fizeram um ótimo trabalho. Foi muito útil para nós poder comparar o mundo virtual em que esses caras vinham pilotando, com Isack e Jake fazendo muitos testes no simulador este ano, correlacionando isso com o mundo real. Um exercício realmente útil e uma ótima oportunidade para eles pilotar um carro de F1”, disse Horner.

Sobre a pressão enfrentada por Dennis e Hadjar, Horner afirmou: “Bem, uma enorme quantidade, porque ambos sabiam que se batessem, nunca mais seriam chamados para pilotar. Isso já é uma pressão em si, mas ambos se saíram muito bem, deram feedback muito claro. Foi útil não apenas para esta corrida, mas para projetos futuros.”

Helmut Marko, consultor da Red Bull, também expressou satisfação, destacando a importância da experiência de Dennis como piloto principal de simulador. “Ele pôde comparar simulação com realidade. E você pode ver que ele obviamente tem muito mais experiência”, disse Marko. Quanto ao desempenho de Hadjar, de 19 anos, Marko elogiou sua performance consistente até o incidente na última volta com a Aston Martin, afirmando que ele também fez um bom trabalho.