F1: Leclerc fala sobre ter deixado Perez passar no final do GP de Abu Dhabi

Charles Leclerc explicou a curiosa estratégia adotada no final do GP de Abu Dhabi de Fórmula 1, quando cedeu a segunda posição para Sergio Perez da Red Bull, a fim de tentar auxiliar na disputa pelo Campeonato de Construtores da Ferrari.

Perez havia recebido uma penalidade de cinco segundos por colidir com Lando Norris durante a corrida, comprometendo suas chances de pódio. Leclerc ocupava a segunda posição à frente de Perez, que estava prestes a cair para trás de George Russell com a penalidade, permitindo que a Mercedes assegurasse o segundo lugar na classificação de construtores à frente da Ferrari.

O piloto da Ferrari tentou dar a Perez mais espaço para encurtar a diferença de cinco segundos, mas não foi o suficiente, e o piloto da Red Bull terminou em quarto lugar na bandeirada quadriculada.

“Isso aconteceu nos últimos minutos porque Checo tinha uma penalidade de cinco segundos”, explicou Leclerc. “Então, tivemos que ajudá-lo de alguma forma para que ele terminasse à frente de George por cinco segundos. Eu tentei dar a ele o DRS e o vácuo, mas infelizmente não foi o bastante.”

“Por um lado, estou realmente feliz porque em um fim de semana como este, sinceramente, não havia uma coisa que poderíamos ter feito melhor como equipe. Foi definitivamente incerto que tínhamos o segundo carro mais rápido neste fim de semana.”

“Mas fizemos um trabalho incrível, fazendo tudo certo, estratégia, classificação. É uma pena que terminamos em terceiro no Campeonato de Construtores, isso é tudo que importa para mim no final da temporada e não conseguimos alcançar isso”, acrescentou.

“Gostaria de agradecer à equipe por fazer um trabalho incrível e por trabalhar tão incansavelmente desde a primeira corrida. Sabíamos que seria uma temporada difícil porque estávamos abaixo em desempenho em relação ao que queríamos. Mas a equipe fez um trabalho incrível, lutando até a última corrida”, encerrou o monegasco.