F1: Lawson aberto a sair da Red Bull para ser titular em outra equipe em 2025

O piloto reserva da Red Bull, Liam Lawson, revelou que estaria disposto a buscar sua vaga na Fórmula 1 fora da órbita de sua atual equipe, caso o time não lhe ofereça a oportunidade sonhada de ser titular na própria Red Bull Racing ou na equipe-irmã, RB, em 2025.

Lawson disputou cinco corridas pela então AlphaTauri em 2023 como substituto de Daniel Ricciardo, mas a Red Bull optou por manter a dupla Yuki Tsunoda e o próprio Ricciardo na equipe renomeada RB para a temporada 2024.

Rebaixado novamente a piloto reserva, o neozelandês admite que o cenário ideal seria chegar à F1 através do programa de desenvolvimento da Red Bull. “Obviamente, para mim, o sonho é correr pela Red Bull, e estou com eles há mais de cinco anos”, afirmou Lawson. “Eles são a equipe mais competitiva da Fórmula 1 no momento, então se eu pudesse escolher, correria por eles.”

No entanto, Lawson deixou claro que não hesitará em buscar uma vaga em outra equipe para a temporada 2025, caso não haja espaço na Red Bull ou na RB. “Mas meu sonho é estar na Fórmula 1, e se não puder ser com eles, obviamente preciso tentar fazer isso acontecer com outra equipe”, acrescentou.

Helmut Marko, consultor da Red Bull, havia afirmado no mês passado que Lawson estaria no grid ‘até 2025’, sugerindo que ele poderia substituir Tsunoda ou Ricciardo.

Dessa forma, o desempenho dos pilotos da RB será crucial para definir o futuro de Lawson. Até o momento, Tsunoda vem superando Ricciardo, que teve um início de temporada abaixo do esperado. O australiano sofre pressão de Marko para melhorar os resultados e no mínimo igualar Tsunoda.

Ricciardo, por sua vez, deseja retornar à Red Bull, equipe que deixou no final de 2018. No entanto, Christian Horner, chefe da Red Bull, já afirmou anteriormente declarou que Sergio Perez está na ‘pole position’ para renovar seu contrato (que termina no final de 2024) e continuar ao lado de Max Verstappen.