F1: Hamilton diz que título com a Mercedes seria mais significativo do que com a Red Bull

O piloto britânico, Lewis Hamilton, reiterou sua determinação em buscar o oitavo título na Fórmula 1, mas surpreendeu ao declarar que conquistar esse feito com o carro dominante da Red Bull ‘não significaria muito’ para ele, considerando sua história de sucesso com a Mercedes.

Após uma temporada desafiadora em 2023, na qual a Mercedes enfrentou dificuldades para acompanhar a Red Bull, Hamilton, está focado em revitalizar a equipe alemã. O W14 da Mercedes ficou abaixo das expectativas, resultando em uma temporada sem vitórias para a equipe, pela primeira vez em mais de uma década.

Em meio a especulações sobre uma possível mudança do britânico para a Red Bull (que surgiram recentemente, mas foram desmentidas por todos os envolvidos), Hamilton, em um gesto de comprometimento, renovou seu contrato com a Mercedes para os anos de 2024 e 2025. Ele destacou que preferiria reconstruir e fortalecer a Mercedes do que simplesmente se juntar a uma equipe já dominante.

“Quando penso em minha decisão de renovar com a Mercedes, vejo como um compromisso genuíno com a equipe”, disse Hamilton em uma entrevista à imprensa. “Sejamos realistas, todo piloto sonha em pilotar um carro vencedor. Nos meus dias mais jovens, quando estava na McLaren, isso seria mais atraente.”

“Ao mudar para a Mercedes, saí de uma equipe bem-sucedida para uma equipe em busca de crescimento. Essa jornada, apesar dos desafios recentes, tem um significado especial para mim. Olhando para o carro da Red Bull, qualquer piloto adoraria pilotá-lo, mas pessoalmente, trabalhar com minha equipe para superar adversidades e alcançar o topo, seria mais significativo para meu legado”, disse ele.

Hamilton expressou otimismo em relação às mudanças prometidas pela Mercedes para o W15 em 2024, destacando que reconstruir a equipe para competir de igual para igual é sua prioridade, independentemente de ofertas de equipes já estabelecidas no topo.

Com uma mentalidade voltada para o desafio, Hamilton deixou claro que sua busca pelo oitavo título está profundamente ligada à sua jornada com a Mercedes e ao desejo de construir um legado duradouro em parceria com a equipe que o acompanhou em grande parte de sua carreira na Fórmula 1.