F1: Haas anuncia novo diretor técnico para a temporada de 2024

Após saída de Simone Resta, equipe opta por solução interna para liderança técnica

A Haas F1 Team confirmou a promoção de Andrea De Zordo para o cargo de Diretor Técnico, substituindo Simone Resta, que deixou a equipe recentemente. Resta, com longa associação à Ferrari desde 2001, havia se mudado para a Haas em 2021, como parte de uma aliança reforçada com a marca italiana, liderando a operação técnica.

Apesar de um início promissor com as novas regulamentações de efeito solo em 2022, a Haas enfrentou dificuldades na temporada passada, terminando no final do campeonato de construtores com 12 pontos, lutando contra a degradação excessiva dos pneus mesmo após uma revisão no carro VF-23.

Com a saída de Guenther Steiner do posto de chefe de equipe após 2023 e o encerramento precoce do empréstimo de Resta, Ayao Komatsu, o novo chefe da equipe, optou por promover De Zordo, anteriormente Chefe de Design, destacando sua capacidade técnica e habilidades de comunicação.

Além disso, a Haas criou o cargo de Diretor de Desempenho, designando Damien Brayshaw, antes Chefe do Grupo de Desempenho do Veículo, para supervisionar a direção do desenvolvimento durante a campanha. Essa posição visa integrar melhor as atualizações com o departamento de aerodinâmica e outras funções analíticas.

A equipe também está em busca de um novo Chefe de Design, com Komatsu indicando a preferência por promover talentos internos, reforçando a estratégia de desenvolver e valorizar as competências dentro da própria organização.

Essas mudanças significativas na estrutura da Haas visam melhorar a coordenação e a eficácia no desenvolvimento do carro, com Komatsu expressando otimismo em ter todos a bordo para “dirigir o navio” na direção certa, marcando um novo capítulo na busca da equipe por competitividade na Fórmula 1.