F1: Com renovação de Perez, Horner teria vencido disputa interna

A renovação do contrato de Sergio Perez com a Red Bull Racing foi confirmada na última terça-feira, descartando a possível chegada de Carlos Sainz para a temporada 2025 da Fórmula 1, como vinha sendo cogtado. No entanto, o jornalista da Sky Sports, Craig Slater, levantou a hipótese de que a permanência do mexicano, possa estar ligada a uma luta pelo poder dentro da equipe.

Segundo Slater, a notícia da renovação foi recebida com certa decepção nos estúdios da Sky. “Conversando com algumas pessoas do escritório, quando soubemos da notícia minutos antes do anúncio oficial, houve um pouco de frustração pelo fato de Carlos Sainz não estar ao lado de Max Verstappen no próximo ano. Pelo que entendi de seus representantes, ele vinha negociando a vaga há meses, mas o interesse da Red Bull oscilava.”

Ao longo do ano, a Red Bull vem passando por um período turbulento. Tudo começou com a acusação de comportamento inadequado de Christian Horner contra uma funcionária da equipe. Posteriormente, veio à tona a disputa de poder entre Horner e Helmut Marko, que normalmente define o time de pilotos para a Red Bull Racing e também na RB.

Para Slater, a briga interna é um fator determinante nessa renovação de Perez. “Curiosamente, o contato dos empresários de Sainz na Red Bull mudou de Helmut Marko para o próprio Christian Horner. Será que isso indica que, se essa luta pelo poder realmente existiu, Horner surgiu como o vencedor?”

“Dentre outras coisas, Checo se manteve leal a Christian durante todos os problemas no início do ano. Acho que isso pesou muito. Talvez seja tanto uma escolha de Horner quanto da Red Bull. Mas com certeza é a decisão de Christian Horner. Caso Marko tivesse o voto final, talvez outro piloto estivesse ao lado de Verstappen no próximo ano”, encerrou Slater.