F1: Binotto estaria em negociações para cargo técnico na Aston Martin

Após sua saída da Ferrari em novembro de 2022, Mattia Binotto parece estar perto de um retorno à Fórmula 1. O italiano, que atuou como chefe de equipe da Scuderia, estaria em negociações avançadas com a Aston Martin para assumir um cargo de peso na área técnica.

Segundo o Motorsport-Total, o posto cobiçado por Binotto seria o de Chief Technical Officer (CTO), sigla para Diretor de Tecnologia. A vaga está em aberto desde a saída de Andrew Green no início de 2023.

A possibilidade ganha força após Binotto ter sido flagrado conversando com o dono da Aston Martin, Lawrence Stroll, durante o GP da Emília-Romanha em Ímola. Com perfil mais técnico do que gerencial, Binotto lideraria o departamento e teria sob seu comando o atual diretor técnico Dan Fallows. A gestão diária, por sua vez, permaneceria sob responsabilidade de Fallows e do chefe da equipe, Mike Krack. Binotto trabalharia em conjunto com o CEO, Martin Whitmarsh para definir os rumos estratégicos da área.

Essa contratação seria um reforço significativo para a Aston Martin, principalmente pensando na grande mudança de regulamento que entra em vigor em 2026. A experiência e conhecimento de Binotto seriam valiosos, mesmo que Fallows continuasse como o principal responsável pela construção do carro. Além disso, Binotto funcionaria como um importante parceiro técnico para a equipe.

Alpine e Audi também demonstraram interesse em Binotto ao longo do ano passado. Na Alpine, a vaga oferecida era a de chefe de equipe, mas o italiano teria recusado. Já na Audi, que estreará na F1 em 2026 quando assume integralmente a Sauber, Binotto também poderia assumir um cargo de liderança, mas a Aston Martin parece ser o destino mais provável no momento.