F1: Aston Martin nega que Lawrence Stroll estaria vendendo a equipe

Segundo a própria equipe de Fórmula 1, Aston Martin, a chegada do novo investidor Arctos não afetará o papel e a posição de Lawrence Stroll na equipe. Essa declaração foi feita pelo diretor do time, Jeff Slack, ao motorsport.com.

A Arctos é uma organização que já possui projetos esportivos em seu nome, incluindo clubes na NBA, MLS e NHL. A notícia de que a organização teria ações na equipe de F1 deu a alguns fãs a impressão de que Lawrence Stroll estaria prestes a sair. No entanto, nada poderia estar mais longe da verdade, segundo a equipe: “Lawrence está totalmente comprometido, ele não vai a lugar algum”, afirmou Slack.

O acordo é visto como uma jogada estratégica pela Aston Martin. Jeff Slack explicou: “Não é apenas a equipe, mas ele tem essa coisa chamada Aston Martin Lagonda, que é uma parte muito importante de sua vida também. Portanto, a equipe de F1 é a plataforma de marketing para a Aston Martin Lagonda. E claro, Lawrence é uma pessoa muito rica, não é uma questão de capital.”

Slack acrescentou: “A outra coisa sobre esses caras, se você investigar um pouco mais, eles nunca são controladores, nunca possuem e operam nada, apenas participações minoritárias. Isso mostra que, se Lawrence estivesse tentando vender para alguém que eventualmente pudesse assumir o controle, esses seriam os últimos caras para quem você venderia”, encerrou.