F2: Avaliação das equipes após o GP de Melbourne revela líderes e desafios

À medida que a temporada de 2024 da Fórmula 2 se desenvolve após o emocionante GP de Melbourne, o panorama do campeonato começa a se desenhar, com a Rodin Motorsport e Zane Maloney liderando as tabelas de pilotos e equipes, respectivamente. Este início de temporada já sinaliza quais equipes poderão se destacar na disputa pelo título.

Rodin Motorsport: Com uma consistência notável, a Rodin Motorsport mantém a liderança nas tabelas de classificação, graças às performances sólidas de Zane Maloney e do estreante Ritomo Miyata. Maloney, já conhecido por sua destreza no volante, reafirma seu potencial como candidato ao título, enquanto Miyata impressiona com seu rápido progresso, consolidando-se entre os dez primeiros.

Campos Racing: Isack Hadjar pode ter visto uma vitória escapar devido a uma penalidade pós-corrida, mas sua performance em Melbourne foi um lembrete do talento que o colocou na disputa pelo título da F3 em 2022. A Campos Racing mostra-se adaptada ao novo carro de 2024, com ambos os pilotos exibindo um ritmo promissor nesta fase inicial do campeonato.

Hitech Pulse-Eight: Paul Aron lidera entre os novatos e ocupa a segunda posição geral, destacando-se por sua rápida adaptação à F2. Com três pódios nas seis primeiras corridas, Aron e seu companheiro de equipe, Amaury Cordeel, contribuem para o renascimento da Hitech Pulse-Eight como uma força competitiva na F2.

MP Motorsport: Dennis Hauger, apesar de um deslize na Austrália, tem demonstrado ser um competidor formidável em 2024, com performances que relembram sua conquista na F3 em 2021. Seu companheiro de equipe, Franco Colapinto, enfrenta altos e baixos em sua temporada de estreia, mas ambos mostram potencial para futuros sucessos.

Invicta Racing: A equipe se destaca pela velocidade impressionante em voltas únicas, mas enfrentou contratempos em Melbourne. Gabriel Bortoleto e Kush Maini, no entanto, mostraram capacidade para superar adversidades e se apresentam como fortes competidores nas próximas etapas.

Van Amersfoort Racing: Com uma mistura de resultados, Rafael Villagómez conseguiu pontos valiosos, enquanto Enzo Fittipaldi busca recuperar o ímpeto inicial da temporada. A equipe trabalha para garantir que ambos os pilotos continuem progredindo.

DAMS Lucas Oil: Jak Crawford e Juan Manuel Correa enfrentam desafios distintos, mas Crawford demonstrou velocidade e habilidade, apesar de um final de semana difícil na Austrália. A equipe DAMS busca reconquistar o ritmo apresentado durante os testes e nas primeiras rodadas.

PREMA Racing: A PREMA Racing espera recuperar a forma após um começo de ano abaixo das expectativas. Com Andrea Kimi Antonelli mostrando flashes de brilhantismo, a equipe se concentra em ajustar qualquer problema remanescente para retornar ao topo.

Trident: Roman Stanek celebra uma vitória pós-corrida em Melbourne, e Richard Verschoor acumula pontos importantes, destacando a Trident como uma equipe a ser observada nas próximas corridas.

ART Grand Prix: A equipe campeã enfrenta um início de temporada desafiador, mas Victor Martins e Zak O’Sullivan mostram sinais de recuperação e buscam retornar às primeiras posições.

PHM AIX Racing: Com Joshua Duerksen e Taylor Barnard ainda se adaptando à F2, a equipe encara os desafios de frente, antecipando progresso à medida que a temporada avança.

À medida que o campeonato se dirige para a Europa, com o próximo desafio em Imola, as equipes da F2 buscam solidificar suas estratégias e ajustar seus carros, prometendo uma temporada de 2024 repleta de disputas acirradas e performances memoráveis.