Pilotos da Fórmula 2 apoiam Bearman na F1

Oliver Bearman surpreendeu a todos ao estrear na Fórmula 1 no lugar de Carlos Sainz na Ferrari, que precisou se retirar do GP da Arábia Saudita por causa de uma crise de apendicite, que resultou em uma cirurgia (bem sucedida) para o espanhol. O jovem britânico de 18 anos iria disputar a corrida principal da F2, mas recebeu o chamado da Ferrari na sexta-feira pela manhã.

Enquanto Bearman se prepara para a largada na F1 amanhã, seus colegas da F2 demonstraram apoio e admiração pela oportunidade inesperada.

Paul Aron, que terminou em terceiro na F2, afirmou: “Eu me dou bem com Oli, então obviamente desejo o melhor a ele. De certa forma, ele está representando o grid da F2 no grid da F1 agora. Então, acho que todos nós desejamos a ele boa sorte. Mas acho que todos nós também estamos com um pouco de inveja por ele ter tido a chance. Acho que se você fizer um bom trabalho, a hora de todos chegará. E agora é a hora de Oli, então acho que todos devemos apoiá-lo.”

Richard Verschoor, vencedor da corrida principal da F2, foi o primeiro a se manifestar: “Claro que estou torcendo muito por ele. Como Paul disse antes, acho ótimo que ele tenha tido uma chance. Às vezes, sinto que os novatos que estavam indo bem, como Felipe Drugovich e Oscar Piastri, tiveram que esperar um ano. Deveria haver mais oportunidades para esses jovens pilotos. Então, eu realmente o apoio.”

Dennis Hauger, que fez parte do Red Bull Junior Team, concordou: “Vai ser legal de ver. É importante dar uma chance aos jovens. Existem alguns pilotos no grid da F2 que poderiam ter feito um bom trabalho lá em cima. Agora, alguém tem a chance de mostrar isso. Então, vai ser interessante ver”, concluiu.

O F1MANIA.NET acompanha ‘in loco’ o GP da Arábia Saudita com o jornalista Rodrigo França direto de Jeddah.