F1: Williams dá carro a Albon e deixa Sargeant fora do GP da Austrália

A Williams precisou tomar uma decisão bastante difícil para o GP da Austrália da F1. Nesta sexta-feira (22), após o forte acidente sofrido por Alexander Albon no TL1, a equipe inglesa optou por emprestar o chassi de Logan Sargeant ao anglo-tailandês e deixar o norte-americano de fora da etapa.

Durante a primeira sessão no Albert Park, Albon, que aparecia na 12ª colocação da tabela de tempos, escapou na curva 6 e ao pegar o meio-fio da curva 7, acertou com violência o muro de proteção. Com isso, o FW45 ficou seriamente avariado – motor, caixa de câmbio ficaram comprometidos. Tanto que o competidor sequer participou do segundo treino.

Acontece que a Williams revelou não ter um chassi extra para a etapa australiana. Então, através de um comunicado, informou que vai designar o carro que é de Logan Sargeant para que Alex possa correr o restante do final de semana, deixando o estadunidense fora das pistas.

“Após o acidente de Alex Albon durante o TL1 do GP da Austrália, a Williams confirma que por conta da extensão dos danos sofridos, vai ser obrigada a retirar o chassi do restante do final de semana. O chassi vai ser encaminhado para a base da equipe em Grove para ser reparado”, começou o texto.

“Por conta do fato de um terceiro chassi não estar disponível, a equipe confirma que tomou a decisão de que Alex competirá o restante da etapa com o chassi que Logan Sargeant durante os treinos livres 1 e 2”, seguiu.

“Estamos enormemente decepcionados de que os danos no carro significam que temos de retirar do final de semana. É inaceitável nos tempos modernos da F1 não ter um chassi reserva, mas é uma reflexão de como estivemos tão atrás durante o período de inverno e como precisamos passar por significante mudança para nos colocar em uma posição melhor no futuro”, disse James Vowles, chefe da equipe.

“Como resultado, tivemos algumas decisões bastante difíceis a serem tomadas nessa tarde. Enquanto Logan não deve sofrer por erros que não cometeu, cada corrida conta quando o pelotão intermediário está tão próximo, então, tomamos a decisão para a melhor chance de conseguir somar pontos neste final de semana”, continuou.

“A decisão não foi feita de maneira fácil, e não podemos agradecer Logan o suficiente por aceitar isso, mostrando sua dedicação à equipe; verdadeiramente joga pela equipe. Será um final de semana difícil para a Williams, e essa é uma situação em que não vamos nos colocar novamente”, concluiu.