F1: Vasseur pede perfeição da Ferrari para brigar pelo título

Fred Vasseur, chefe da Ferrari, cobrou perfeição da equipe italiana na luta pelo título da Fórmula 1. A Ferrari vem tentando diminuir a vantagem da Red Bull Racing na classificação dos pilotos (com Max Verstappen) e de construtores, mas enfrenta forte concorrência.

No último GP do Canadá, a Ferrari teve um desempenho decepcionante com os dois carros abandonando a prova. Além disso, foi a primeira vez desde a Bélgica em 2021 que nenhum carro da Scuderia avançou para o Q3 na classificação.

O resultado negativo veio na sequência do bom desempenho em Mônaco, onde Charles Leclerc conquistou a vitória e Carlos Sainz também foi para o pódio. No Canadá, o monegasco teve problemas no motor e Sainz abandonou após um toque com Alex Albon.

Vasseur destacou a extrema competitividade do topo da tabela: “De um fim de semana para o outro, a situação muda. Às vezes, seis ou oito carros estão separados por apenas um décimo, às vezes dois décimos”, disse o chefe da Ferrari ao site RacingNews365.

“Em Ímola, na sessão de classificação, tivemos três carros separados por milésimos. No Canadá, dois pilotos marcaram o mesmo tempo na pole position. Se você não tiver um fim de semana perfeito, não estará na briga. Em termos de operação, isso significa que não podemos cometer erros”, acrescentou.

Apesar do resultado ruim em Montreal, Vasseur acredita que a Ferrari evoluiu: “Analisando o panorama geral, demos um passo adiante no Canadá, mas precisamos analisar os problemas separadamente. De um lado, perdemos muita potência no início da corrida. Nessa situação, com os concorrentes que temos, não podemos correr ‘por padrão’,” completou o chefe da Scuderia.