F1: Relembre algumas vitórias marcantes de Perez na categoria

Sergio Perez completou 34 anos na última sexta-feira, e uma boa maneira de comemorar, é relembrando algumas de suas vitórias na Fórmula 1? O piloto mexicano, apesar de enfrentar momentos difíceis na Red Bull, também acumulou conquistas memoráveis. Vamos relembrar três corridas de ‘Checo’ que entraram para a história.

O Azerbaijão em 2023 foi um fim de semana perfeito para Perez. Nas ruas de Baku, ele conquistou as vitórias tanto na corrida Sprint quanto no GP principal. Foi a primeira vez que o mexicano conseguiu ambos os triunfos em um único evento.

Na corrida Sprint, ele largou da segunda posição e na oitava volta, aproveitou o DRS na longa reta para ultrapassar Charles Leclerc e assumir a liderança. No GP no domingo, largando em terceiro, Checo se beneficiou da entrada tardia de Max Verstappen nos boxes durante o safety car e assumiu a ponta. Ele controlou o ritmo e superou o holandês por uma diferença de 2.1 segundos. Uma impressionante atuação da equipe Red Bull, que culminou em uma dobradinha com Perez no topo.

A sétima etapa de 2022 foi uma prova de muita espera em Mônaco, com uma chuva persistente atrasando a largada por mais de uma hora. Quando a corrida finalmente teve início, a Ferrari dominou na largada, com Charles Leclerc em primeiro e Perez em terceiro. Mas então, uma confusão estratégica mudou o panomarama da prova. Leclerc foi chamado aos boxes sem motivo, voltando à pista com pneus duros e perdendo um tempo precioso. Um acidente de Mick Schumacher logo depois, provocou a bandeira vermelha. Enquanto a Ferrari optou por manter os pneus duros, a Red Bull apostou nos médios para Perez.

Essa decisão da Red Bull se mostrou acertada. Apesar de enfrentar alguns desafios no final, Checo resistiu à pressão e conquistou a sua terceira vitória na Fórmula 1, sendo intensamente comemorada pelo piloto mexicano.

A temporada de 2020, marcada pela pandemia de Covid-19, teve o único GP de Sakhir da história. Corrida disputada no mesmo circuito do Bahrein, porém com um traçado diferente. Devido a problemas relacionados à Covid, George Russell, então piloto da Williams, substituiu Lewis Hamilton na Mercedes e Jack Aitken teve a chance de estrear pela Williams.

Perez largou em quinto, mas logo caiu para a última posição após um incidente envolvendo Leclerc, Verstappen e ele próprio. Os dois primeiros precisaram abandonar a corrida, mas Perez seguiu firme. A partir daí, o mexicano começou a escalar o grid, chegando à zona de pontos após 20 voltas. Após o pit stop de todos os pilotos na volta 50, ele ocupava a nona posição.

Um safety car virtual na volta 54 foi crucial. Enquanto todos os demais pilotos entraram nos boxes, Perez permaneceu na pista e subiu para quinto. Na volta 64, ele aproveitou um pneu furado de George Russell, então líder da prova, e conquistou uma vitória emocionante, de último a primeiro, no que foi a primeira vitória do mexicano na Fórmula 1.