F1: Pirelli apresenta boné comemorativo para o pódio do GP de Miami

No vibrante cenário do GP de Miami, os pilotos que alcançarem o pódio neste fim de semana terão um toque especial em sua vestimenta. Pirelli, o fornecedor oficial de pneus da Fórmula 1, introduziu um boné comemorativo exclusivo para os três primeiros colocados e o representante da equipe vencedora. Este boné especial ostenta uma cor turquesa, inspirada nas águas que cercam as praias de Miami, adornado com uma palmeira estilizada e as estrelas e listras da bandeira dos Estados Unidos.

O GP de Miami, realizado de 3 a 5 de maio, marca a sexta rodada da temporada e é a primeira das três corridas programadas nos Estados Unidos este ano. Inaugurado em 2022, o circuito temporário percorre o entorno do Hard Rock Stadium, oferecendo um ambiente único para o fim de semana do Grande Prêmio.

O circuito de 5.412 quilômetros, que será percorrido 57 vezes no domingo, apresenta 19 curvas, três retas, três zonas de DRS e pode ver velocidades que excedem 340 km/h. As características do traçado incluem alterações de elevação, especialmente notáveis entre as curvas 13 e 16, onde a pista se eleva e desce, passando por uma rampa de saída e sob vários viadutos.

Cada setor do circuito apresenta desafios únicos, combinando uma série de curvas de alta velocidade, uma longa reta com curvas de baixa velocidade e uma sequência final que leva à linha de chegada com três curvas fluidas. Os dados dos anos anteriores sugerem que o GP de Miami se encontra em uma posição intermediária em termos de ultrapassagens.

Quanto aos pneus, a Pirelli selecionou compostos intermediários para este circuito: C2 como duro, C3 como médio e C4 como macio. A superfície do circuito foi recapeada antes da corrida do ano passado, resultando em uma aderência relativamente baixa, agravada pelo fato de não ser utilizada para outros eventos automobilísticos, o que leva a uma evolução significativa da pista e possível graining, especialmente nos pneus médios e macios.

O clima tropical de Miami, com temperaturas frequentemente acima de 25°C e chegando a 30°C, adiciona outro elemento ao desafio, com possíveis chuvas ou trovoadas surgindo ocasionalmente. O vento predominante é a brisa do mar, podendo chegar a rajadas de até 50 km/h.

Em termos de estratégia, o GP de Miami geralmente favorece uma parada, com a preferência pelos compostos duro e médio. No último ano, Max Verstappen iniciou a corrida de nono lugar com pneus duros, trocando para médios, enquanto os outros dois pilotos no pódio optaram pela estratégia inversa.

Este também é um fim de semana de Sprint, com apenas uma hora de treino livre na sexta-feira de manhã para ajustes e avaliação dos pneus, seguida pela Qualificação Sprint na tarde do mesmo dia para definir o grid para a Corrida Sprint de sábado. Após isso, as regras do parque fechado são brevemente suspensas, permitindo que as equipes trabalhem nos carros para a classificação e para o Grande Prêmio tradicional no domingo.