F1: Novo túnel de vento da Red Bull só vai dar resultados em 2027

A Red Bull Racing possui uma fábrica de última geração em Milton Keynes, lar também do desenvolvimento dos motores Red Bull Powertrains a partir de 2026. Porém, em um aspecto crucial, a equipe de Max Verstappen e Sergio Perez está atrás de muitas concorrentes da Fórmula 1: o túnel de vento. E pelo visto, ainda levará alguns anos para a Red Bull colher os frutos de um novo túnel.

Mas a boa notícia para a Red Bull, é que a permissão para a construção de um novo túnel de vento no campus de Milton Keynes foi finalmente concedida. As obras serão iniciadas em 2024, mas os benefícios concretos demorarão a chegar. O chefe de equipe Christian Horner, não espera que as melhorias do novo túnel sejam sentidas antes de 2027, com o RB23.

“Com o túnel de vento que temos, uma relíquia da Guerra Fria e não particularmente eficiente, especialmente em climas frios, que são frequentes no Reino Unido, precisamos ser muito, muito seletivos”, afirmou Horner à imprensa. “É nessa seleção cuidadosa do direcionamento do desenvolvimento que a equipe tem se destacado.”

A partir da temporada de 2026, novos regulamentos entram em vigor na Fórmula 1. O novo túnel de vento da Red Bull, porém, não estará pronto para operar até então. Horner continuou: “Provavelmente para o carro de 2027. Não é ideal introduzir algo no meio da temporada, então provavelmente será usado para o carro de 2027”, concluiu o chefe da Red Bull.