F1: Newey afirma que a Ferrari tentou contratá-lo em três ocasiões

Adrian Newey, o lendário projetista da Red Bull, afirmou em entrevista ao podcast ‘Formula for Success’, que a Ferrari o tentou contratar nada menos que três vezes ao longo de sua carreira na Fórmula 1. Apesar da tentação pela ‘marca mágica’ da Scuderia italiana, Newey afirma que dificilmente deixaria a Red Bull, que considera como a sua família.

Newey não é novato nas investidas da Ferrari. A atração da equipe italiana pelo gênio da aerodinâmica já se estende por décadas, mas o britânico sempre encontrava motivos para recusar a mudança, como a resistência em deixar a Inglaterra para morar na Itália. Contudo, ele reconhece o fascínio universal que a Ferrari exerce no mundo do automobilismo.

“Ferrari é essa marca mágica que, honestamente, todos no automobilismo provavelmente já se sentiram fascinados e tentados a se juntar a ela, se houvesse uma oportunidade”, afirmou Newey. “E eu já fui abordado e cheguei perto de aceitar três vezes. Uma delas foi lá para a IndyCar, há muito tempo.”

Entretanto, os motivos para os seus declínios sempre esbarraram na intensa pressão associada ao uniforme da Ferrari. Newey afirma que não se vê bem navegando na montanha-russa de emoções que acompanha as performances da Scuderia.

“É uma marca incrível, com toda essa mística em torno dela. É praticamente a seleção italiana, com todos os prós e contras que isso traz. E os contras são que, se você não fizer um ótimo trabalho, será completamente criticado e destroçado. Claro, se você fizer um bom trabalho, então se torna um herói nacional. Isso traz suas próprias pressões. Mas para mim, eu tenho que tentar separar a paixão desse lado e encará-la do ponto de vista da engenharia. Nas equipes em que trabalhei, sempre me senti muito bem”, encerrou o famoso projetista.

No entanto, Newey deixa a porta aberta para uma possível mudança no futuro para a Ferrari, mas enfatiza que o vínculo com a Red Bull já se tornou profundamente pessoal. A permanência do mago da aerodinâmica em Milton Keynes promete dar continuidade à era de ouro da equipe, e deve ajudar a manter acesa a rivalidade entre as duas equipes.